1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Dinamarca devolve refugiados à Alemanha

Polícia barra viagem de migrantes à Suécia. Quem se recusou a pedir asilo na Dinamarca foi levado de ônibus à Alemanha. Já autoridades alemãs permitem viagem de grupo de refugiados em direção a países nórdicos.

default

Na Dinamarca, refugiados tentam chegar a Suécia à pé

A Dinamarca devolveu à Alemanha nesta terça-feira (08/09) um grupo de refugiados que atravessou a fronteira pelo estado alemão de Schleswig-Holstein, em direção ao país nórdico. Cerca de 20 pessoas foram levadas de ônibus de volta à fronteira alemã.

"Essas são pessoas que não querem asilo [na Dinamarca] e, por isso, estão ilegais aqui. Elas foram deportadas e não podem mais entrar aqui por dois anos", afirmou a polícia do sul do país. Outras deportações para Alemanha devem ocorrer, após a análise de documentos de refugiados que entraram recentemente no país.

Desde domingo, mais de 800 refugiados chegaram à Dinamarca. A maioria deseja pedir asilo na Suécia, poucos ficam no país. As autoridades dinamarquesas estão impedindo a continuação da viagem dos migrantes até o país escandinavo.

Enquanto as autoridades dinamarquesas devolvem migrantes à Alemanha, a polícia de Schleswig-Holstein permitiu também nesta terça-feira a continuação da viagem de 170 refugiados em direção a Dinamarca e Suécia.

Os refugiados da Síria, Iraque e Afeganistão estavam em um trem com destino a Copenhague e se recusaram a serem levados para abrigos na Alemanha. Após horas de protestos na estação central de Lübeck, a polícia permitiu que eles continuassem a viagem.

Segundo o diretor da polícia em Kiel, Joachim Gutt, o princípio seguido pelas autoridades é "nenhuma violência" e a decisão de permitir a viagem dos migrantes foi puramente "operativa e não política".

CN/dpa/apf

Leia mais