1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

+ Dilma toma posse e promete pacto contra corrupção +

Após desfile em carro aberto em Brasília, presidente é oficialmente empossada no Congresso. Ela defende a Petrobras e reforma política no segundo mandato. Relembre como foi a cerimônia.

17:35 - Encerramos aqui nossa trasmissão. Obrigado por nos acompanhar.

17:33 - A presidente agora cumprimenta as autoridades estrangeiras. Em seguida, dará posse a sua nova equipe de ministros e fará a foto oficial. Ainda nesta quinta-feira, ela terá um encontro bilateral com o vice-presidente dos EUA, Joe Biden, e participará de um coquetel no Itamaraty.

17:30 - Dilma termina o discurso pedindo apoio do povo em todo o Brasil para continuar seu projeto de governo.

Dilma Rousseff: "O povo brasileiro tem o direito de dizer como uma orientação para o meu novo mandato: nenhum direito a menos, nenhum passo atrás.'

Dilma Rousseff: "Sei que a palavra mais repetida nessa campanha, da qual vocês participaram, foi mudança e o tema mais invocado foi reforma."

17:25 - No parlatório, Dilma faz um discurso mais curto e mais emocionado, às vezes gritando, em tom mais popular.

17:23 - A presidente agora discursa à nação, na Praça dos Três Poderes. Ele repete trechos do texto do discurso feito no Congresso, quando oficialmente tomou posse.

17:10 - Dilma sobe a rampa do Planalto ao lado de Michel Temer. E recebe, dela mesma, a faixa presidencial.

16:57 - Dilma passa as tropas em revista. Ela recebe honras militares com uma salva de 21 tiros de canhão em frente ao Congresso.

16:35 - O presidente do Congresso, Renan Calheiros, encerra a cerimônia de posse com um discurso. A presidente segue em carro aberto para o Planalto. Antes, passará em revista a guarda presidencial.

16:21 - Após mais de 40 minutos, a presidente encerra o discurso sob aplausos.

Dilma Rousseff: "O Brasil não será sempre um país em desenvolvimento. Seu destino é ser um país desenvolvido e justo, e é este destino que estamos construindo."

Dilma Rousseff: "Temos muitos motivos para proteger a Petrobras de seus predadores internos e de seus inimigos externos."

Dilma Rousseff: "Temos que saber apurar e saber punir, sem enfraquecer a Petrobras, nem diminuir a sua importância para o presente e para o futuro."

Dilma Rousseff: "A Petrobras é maior do que qualquer crise."

16:13 - A presidente dedica agora seu discurso a defender a importância da Petrobras, que tem sua credibilidade atualmente abalada por escândalos de corrupção.

Dilma Rousseff: "Estou propondo um grande pacto nacional contra a corrupção, que envolve todas as esferas de governo e todos os núcleos de poder"

Dilma Rousseff: "A corrupção tem que ser extirpada. A população sabe que jamais compactuei com qualquer ilícito ou malfeito."

16:08 - Em política externa, ela promete um fortalecimento das relações com vizinhos, países africanos e asiáticos. Ela menciona os Brics e fala da importância de reforçar também os laços com os EUA, recentemente abalados pelo escândalo de espionagem.

Dilma Rousseff: "O Brasil vai continuar como um país líder em políticas sociais transformadoras.

15:56 - O discurso já se estende por 20 minutos.

Dilma Rousseff: "Ao longo deste novo mandato, a educação começará a receber volumes mais expressivos de recursos oriundos dos royalties do petróleo"

Dilma Rousseff: "Gostaria de anunciar o novo lema do meu governo, que reflete qual será a nossa prioridade: 'Brasil, pátria educadora'. Só a educação liberta um povo e abres as portas de um futuro próspero."

Dilma Rousseff: "Mais do que ninguém sei que o Brasil precisa voltar a crescer. Faremos isso com menor sacrifício possível para a população."

Dilma Rousseff: "É inadiável implantar práticas políticas mais modernas, éticas. É isso que torna urgente e inevitável uma reforma política. Vamos mais uma vez desconstruir a falsa tese de um conflito entre estabilidade econômica e crescimento dos ganhos sociais."

15:50 - A presidente lista números da economia brasileira e é aplaudida no Congresso. Outro momento de aplauso foi quando ela citou o ex-presidende Lula. O discurso está sendo lido em um "teleprompter", tela que mostra o texto a ser pronunciado.

Dilma Rousseff: "Vamos provar que se pode fazer ajustar a economia sem trair compromissos sociais assumidos."

Dilma Rousseff: "O povo brasileiro quer mais transparência. Mais combate à corrupção. Não tenho medo de encarar esses desafios."

Dilma Rousseff: "Nunca se apurou e puniu com tanta transparência a corrupção."

Dilma Rousseff: "Temos hoje a primeira geração de brasileiros que não vivenciou a tragédia da fome. Resgatamos 36 milhões da extrema pobreza."

Dilma Rousseff: "Continuarei o projeto de nação que é dententor do mais duradouro apoio da nossa histórica democrática, que permanece devido ao grande resultado que obteve até agora. Esse projeto pertence ao povo brasileiro e é com o povo brasileiro que vamos governar."

Dilma Rousseff: "Volto a essa casa com a alma cheia de alegria, de responsabildade e de esperança. Sinto alegria por ter superado desafios e ter honrado o nome das mulheres brasileiras. Mulheres que encarnam, no nome da minha figura, o mais alto posto desta nação".

15:36 - Dilma começa a discursar no Congresso. Ela saúda ministros, parlamentares, governadores e representantes de governos estrangeiros.

15:34 - A presidente assina o termo de posse.

15:31 - Dilma e Temer são oficialmente empossados para o segundo mandato.

15:30 - Dilma e Temer leem o Compromisso Constitucional. "Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil."

15:25 - O Hino Nacional é executado pela banda de fuzileiros navais.

15:23 - Dilma chega ao palanque, onde começa a cerimônia de posse. O presidente do Congresso, Renan Calheiros, dá início.

15:15 - Na chegada ao plenário do Congresso, a presidente reeleita é cumprimentada por uma série de parlamentares. Ela parece tentar falar com cada um dos membros de sua base aliada.

15:05 - Dilma chega ao Congresso Nacional para tomar posse. Ela é recebida pelos líderes do Congresso e alguns ministros.

14:42 - A bordo de um Rolls-Royce, Dilma desfila em carro aberto em direção ao Congresso Nacional. Ela está o lado de sua filha, Paula, que veste vermelho, cor do PT. Uma cavalaria segue o carro da presidente.

14:41 - Dilma já deixou o Palácio da Alvorada em direção à Catedral de Brasília, de onde começará o cortejo em carro aberto.

14:40 - A polícia militar do Distrito Federal mobilizou 2.500 homens para fazer a segurança da cerimônia de posse. A expectativa da PM é de que 200 mil pessoas participem do evento, que deve durar cerca de seis horas.

14:37 - Os Estados Unidos estão representados na posse por seu vice-presidente, Joe Biden. A China também enviou seu vice a Brasília, Li Yuanchao.

14:35 - Dilma terá como principais desafios em seu segundo mandato o controle da inflação e a retomada do crescimento econômico. Ela começa o ano com a maior estatal do país, a Petrobras, envolvida em escândalos.

14:32 - Na véspera da posse, Dilma

encerrou a reforma ministerial

com a troca no comando do Itamaraty. O embaixador em Washington, Mauro Luiz Iecker Vieira, assumirá o cargo de chanceler em substituição a Luiz Alberto Figueiredo. De 39 ministros, apenas 13 continuarão nos cargos em 2015. Eles também tomarão posse nesta quinta-feira.

14:30 - Representantes de 136 Estados e 14 organizações internacionais prestigiarão a posse. Serão pelo menos 12 chefes de Estado ou governo, a maioria da América Latina, como Nicolas Maduro, da Venezuela, José Mujica, do Uruguai.

14:25 - A posse da presidente começa com um desfile em carro aberto pela Esplanada dos Ministérios. Ela vai embarcar no Rolls-Royce presidencial e seguir da Catedral Metropolitana de Brasília à entrada do Congresso Nacional.

No Congresso, uma sessão solene será aberta, e a presidenta e o vice, Michel Temer, prestarão o compromisso constitucional perante o plenário e assinarão o Termo de Posse. Em seguida, o Hino Nacional será executado, e Dilma fará um discurso.

Depois, Dilma receberá honras militares com uma salva de 21 tiros de canhão e passará a tropa em revista antes de, novamente em carro aberto, seguir para o Palácio do Planalto. Ela falará à nação às 16h30, antes de receber cumprimentos dos chefes de Estado e governo presentes.

14:20 - Primeira mulher a governar o Brasil, Dilma Rousseff, reeleita na eleição mais acirrada desde a redemocratização, toma posse nesta quinta-feira para um segundo mandato. Acompanhe a partir de agora a cerimônia em Brasília.

Leia mais