1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Dilma acerta parcerias com o MIT e Harvard

Governo brasileiro quer enviar 100 mil bolsistas ao exterior e vê as duas instituições americanas como importantes parceiras. Em Harvard, Dilma afirma que Brasil tem grave deficit educacional.

A presidente Dilma Rousseff lançou nesta terça-feira (10/04) iniciativas para estreitar os laços com o Massachusetts Institute of Technology (MIT) e a Universidade de Harvard, duas das mais conceituadas instituições de ensino superior dos Estados Unidos.

Depois de se encontrar com o presidente Barack Obama, nesta segunda-feira, a presidente brasileira continuou sua curta visita aos Estados Unidos em Boston, sede das duas instituições de ensino, nesta terça.

"É muito importante para o Brasil o que estamos fazendo aqui", disse Dilma, ao lado da presidente do MIT, Susan Hockfield, antes de assinar dois acordos para expandir a cooperação tecnológica e aumentar o número de intercambistas brasileiros.

"Eu quero expressar nosso enorme entusiasmo para as portas que se abriram hoje para uma nova era", comentou Hockfield.

Como parte do acordo, a Escola de Engenharia do MIT e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) iniciaram uma colaboração, visando o intercâmbio entre estudantes, professores e pesquisadores, a pesquisa conjunta e também o desenvolvimento de novos programas educacionais.

Dilma apresentou nos Estados Unidos o programa Ciência sem Fronteiras, que tem como objetivo alavancar o desenvolvimento tecnológico e a inovação científica no Brasil por meio de intercâmbios entre instituições brasileiras e estrangeiras. O programa pretende levar 100 mil bolsistas brasileiros para o exterior em quatro anos.

Dilma também discursou na Universidade de Harvard, onde reconheceu que o Brasil, apesar de ser a sexta economia mundial, ainda apresenta um grave deficit educacional.

KR/ap/afp
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais