1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Diego Costa rejeita seleção brasileira e vai defender a Espanha

Convocado por Felipão, atacante do Atlético de Madri comunica à CBF a opção por jogar pela Fúria. Há seis anos no futebol espanhol, jogador de 25 anos nunca atuou como profissional em seu país natal.

Em carta enviada à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o atacante brasileiro Diego Costa, do Atlético de Madri, rejeitou a seleção do seu país de nascimento e escolheu defender a equipe espanhola. O anúncio foi feito nesta terça-feira (29/10) pela Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

No comunicado, a RFEF destacou que Diego Costa expressou "o seu desejo de estar à disposição da seleção espanhola e do treinador Vicente del Bosque" e que, desta forma, ele "pode jogar pela Espanha nos próximos jogos em novembro".

A atual campeã mundial planeja dois amistosos – em 15 de novembro, contra Angola, e 19 de novembro, contra a África do Sul. Na semana passada, o técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, declarou querer chamar o atleta para os amistosos contra Honduras e Chile, marcados justamente para as mesmas datas dos jogos da Espanha.

O brasileiro muito provavelmente será convocado por Del Bosque, que já havia sinalizado a sua intenção de contar com ele no mês passado para as duas partidas finais nas Eliminatórias Europeias para a Copa de 2014. No entanto, a documentação necessária para fazer a transferência não havia sido concluída a tempo.

A posição de centroavante – assim como na seleção brasileira – tem sido um problema constante para a Espanha, sobretudo devido às atuações oscilantes de Fernando Torres e David Villa. Muitas vezes a improvisação de Cesc Fábregas ou Pedro Rodríguez era a solução encontrada. Com 13 gols em 13 jogos na atual temporada – liderando inclusive a artilharia do Campeonato Espanhol – Diego Costa vive excelente fase.

Há seis anos na Espanha, Diego Costa nunca jogou profissionalmente no Brasil. Começou em 2006, no Sporting de Braga, de Portugal, quando ainda tinha 16 anos. Depois teve uma curta passagem pelo também português Penafiel e, em 2007, foi para o Atlético de Madri. Na Espanha passou por quatro clubes diferentes antes de despontar de vez no seu atual time.

Diego Costa chegou a defender a seleção brasileira, em amistosos contra Rússia e Itália, em março de 2013. Mas em carta, a CBF confirmou perante à Fifa e à RFEF que esses amistosos não tiveram caráter oficial, liberando o jogador a escolher o país que gostaria de defender.

PV / dpa /afp