Dicionário dos irmãos Grimm deixará de ser editado em papel | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 28.07.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Dicionário dos irmãos Grimm deixará de ser editado em papel

Com seu Dicionário Digital, a Academia das Ciências de Berlim e Brandemburgo une rigor filológico com tecnologia moderna. Obra lexical dos irmãos Grimm será complementada com novas informações, mas somente na internet.

default

Edição impressa de 33 volumes será suspensa em 2012

A pesquisa sobre a língua alemã entra numa nova era. Em 2012, o Deutsches Wörterbuch, importante dicionário diacrônico iniciado pelos irmãos Grimm, deixará de ser editado em papel. Um projeto de atualização já existente prossegue, no entanto, na internet.

Há 170 anos, os 33 volumes do dicionário registram doze séculos de história da língua alemã. A atualização do léxico para além da letra F, a mesma até a qual os irmãos Grimm tinham avançado, não terá continuidade depois de 2012.

"Em 1959 já se acertara que somente os verbetes elaborados pelos irmãos Grimm seriam retrabalhados. A intenção do projeto nunca foi reformular o dicionário inteiro", declarou o diretor da Academia das Ciências de Berlim e Brandemburgo, Wolf-Hagen Krauth.

Flexibilidade digital

O projeto lexical da Academia deverá prosseguir via internet, em um Dicionário Digital que vem sendo desenvolvido desde 2007. "Não vamos proceder em ordem alfabética, de A a Z, mas sim conforme os fenômenos linguísticos", explica o diretor do projeto, Alexander Geyken.

Há anos, a edição de dicionários e obras de referência tende a se transferir para a internet, algo que também já ocorreu com a enciclopédia Brockhaus.

"A vantagem do Dicionário Digital é que ele não requer um procedimento alfabético. É possível retrabalhar e aprofundar continuamente verbetes iniciados por qualquer letra. Além disso, dá para acrescentar informações que antes dificilmente podiam ser inseridas, como a pronúncia, por exemplo", argumenta Krauth. Isso não exclui definitivamente a possibilidade de reeditar o dicionário em papel após 2012.

Mais abrangente registro da língua alemã

Brüder Grimm Denkmal in Hanau

Monumento aos irmãos Grimm em Hanau

O Deutsches Wörterbuch é considerado o mais abrangente da língua alemã. "O dicionário dos Irmãos Grimm é um desempenho quase insuperável. Seguindo o espírito dos dois mentores, a obra continua sendo desenvolvida pela Academia das Ciências de Berlim, num projeto que une a pesquisa filológica clássica com a mais nova tecnologia", resume Krauth.

Os 33 volumes do dicionário reúnem cerca de 350 mil verbetes em 67 mil colunas, quase o dobro do que está registrado nos oito volumes do Duden, com seus 175 mil verbetes.

Com a indicação de mais de 25 mil fontes, o Deutsches Wörterbuch documenta a história da língua alemã desde o alto-alemão antigo do século 8º até o estágio linguístico do século 20.

No espírito do Romantismo

BdT Buchmesse Frankfurt Miniaturbuch

Contos de fadas dos irmãos Grimm, numa edição em miniatura de 2005

O dicionário dos irmãos Jacob (1785-1863) e Wilhelm Grimm (1786-1859), também renomados compiladores de contos de fadas, foi precedido por um escândalo político na década de 1830.

Como membros do grupo Os Sete de Göttingen (Göttinger Sieben), os irmãos Grimm haviam protestado contra uma violação da Constituição pelo rei de Hannover, sendo demitidos de suas cátedras universitárias.

No contexto intelectual do Romantismo e do processo de busca de uma unidade nacional, os Grimm pretendiam esboçar com sua gigantesca obra uma base comum para o espaço linguístico alemão, fragmentado em dezenas de pequenos Estados. Nessa tentativa, eles tendiam a resistir à inclusão de estrangeirismos.

Dicionário diacrônico pioneiro

Quando Jacob Grimm faleceu, o dicionário estava no verbete "Frucht" (fruto). Em 1957 surgiu a ideia de dar continuidade ao léxico; em 1960, a obra foi finalizada com cerca de 120 funcionários.

O dicionário dos irmãos Grimm acabou se tornando um modelo para outros léxicos, como o holandês Woordenboek der Nederlandsche Taal ou o Oxford English Dictionary , que em parte vêm sendo atualizados até hoje.

SL/dpa
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais

Links externos