1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Dia 30 de junho terá um segundo a mais

O horário em todo o mundo será levemente adiantado em um segundo, para que a medida padrão de tempo seja mantida em sincronia com o período da rotação da Terra.

O tempo em todo o mundo será levemente ampliado nesta terça-feira (30/06), com um adiantamento dos relógios em um segundo, que será acrescentado ao minuto final do dia.

A medida serve para que o Tempo Universal Coordenado (UTC) – a medida padrão utilizada em todo o mundo – possa ser mantido em sincronia como tempo astronômico (UT1), que se baseia na rotação da terra sobre seu próprio eixo. Sem a adição periódica de um segundo, a diferença entre o UTC e o UT1 aumentaria continuadamente.

Cientistas afirmam que isso se deve à desaceleração da rotação da Terra causada por fenômenos naturais, como a fricção das marés. "No momento, a diferença é de 0,5 segundos", explica Andreas Bauch, físico do Instituto Federal de Física e Técnica em Braunschweig, na Alemanha. "Em algumas semanas, será de 0,6 segundos." Um acordo internacional estabelece que a diferença entre o UTC e o UT1 jamais deve ultrapassar os 0,9 segundos.

Os segundos extras foram introduzidos em 1972, e desde então, já foram empregados 25 vezes. Eles são adicionados aos últimos dias de junho ou dezembro, anunciados com seis meses de antecedência pelos astrônomos do Serviço Internacional de Sistemas de Referência e Rotação da Terra (Iers, na sigla em inglês), que mede a rotação terrestre e a compara com o tempo medido por relógios atômicos – os mais precisos do mundo – em mais de 70 institutos de metrologia do planeta.

"Se essa diferença não fosse corrigida, daqui a algum tempo o sol iria se levantar durante a tarde", explicou Wolgang Dick, do escritório central do Iers em Frankfurt.

RC/dpa/afp/ots

Leia mais