1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

DFB quer ação social contra xenofobia na Copa

Federação Alemã de Futebol pede movimentos da população contra eventuais protestos neo-nazistas durante o evento.

default

O presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB) e vice do Comitê Organizador da Copa do Mundo, Theo Zwanziger, convocou a nação nesta sexta-feira (02/06) a protestar contra marchas neonazistas durante o evento, e a mostrar que a Alemanha unificada não tem tempo para a xenofobia.

É esperado que um grande número de organizações neo-nazistas use o evento, que começa em sete dias, como plataforma para dar voz às suas opiniões. "Se houver algum tipo de representação deste tipo, eu espero que existam manifestações contrárias que mostrem que a Alemanha inteira é contra isso", disse Zwanziger.

"Acho que este assunto é muito importante, pois diz respeito à nossa imagem no exterior. Uma das razões para que nos canditatássemos à sede foi mostrar a Alemanha unificada, e dizer que ela nada tem a ver com xenofobia".

O centroavante alemão Gerald Asamoah, o primeiro negro a representar o país no futebol, recentemente pediu que todos se unissem para que o time chegue à final, e evitem protestos racistas.

O jogador de 27 anos de idade, que joga no Schalke, nasceu em Gana e já foi alvo de grupos neonazistas, mesmo defendendo a seleção nacional.

Links relacionados:

Leia mais