1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Dezembro começa com neve e aeroportos fechados na Europa

Vento, neve, gelo e muito frio: assim começou dezembro em boa parte da Europa. Nevascas provocaram o fechamento de aeroportos na Alemanha, no Reino Unido, na França e na Suíça.

default

Aeroporto de Munique: neve na pista e voos cancelados

Oficialmente ainda não é inverno na Europa, mas as nevascas e o frio congelante já deram suas boas-vindas ao último mês do ano. Na Alemanha, o primeiro dia de dezembro registrou temperaturas especialmente baixas principalmente no Leste: -17ºC marcaram os termômetros em Kubschütz, na Saxônia.

A neve provocou cancelamentos nos serviços de transporte em todo o país. No site oficial do aeroporto de Frankfurt, o maior da Alemanha, o aviso de que as operações estavam irregulares devido às condições climáticas era o destaque da página ao longo do dia.

Até a tarde desta quarta-feira (1/12), aproximadamente 60 voos haviam sido cancelados em Frankfurt devido à neve e ao gelo. No dia anterior, o aeroporto teve que cancelar 289 decolagens e aterrissagens.

O aeroporto alemão mais atingido nesta quarta-feira foi o de Munique, onde 250 voos foram cancelados devido à neve durante o dia, afirmou um porta-voz. Até a noite estão previstos mais cancelamentos.

O tráfego de veículos também sofreu um colapso. Só no estado da Renânia do Norte-Vestfália, mais de 1.800 acidentes foram registrados pela polícia entre segunda e terça-feira, um motorista morreu e cerca de 110 pessoas ficaram feridas.

Em Berlim, um porta-voz da Deutsche Bahn, a empresa ferroviária alemã, pediu paciência aos passageiros nesta quarta-feira. Por causa da neve, muitos trens regionais sofreram atrasos e alguns foram cancelados. Como medida de precaução, os trens de alta velocidade podem viajar no máximo a 200 quilômetros por hora, em vez dos 250 ou 300 quilômetros por hora habituais.

Verkehrschaos in Deutschland Flash-Galerie

Congestionamento em rodovia alemã nas proximidades de Suesel, no norte

Pela Europa

Oito homens morreram na Polônia nesta madrugada em decorrência do frio. Segundo a polícia, as vítimas tinham entre 33 e 72 anos e aparentavam estar alcoolizadas. No início desta quarta-feira, os termômetros na região leste do país marcaram -26ºC.

No Reino Unido, os aeroportos de Edimburgo (Escócia) e Gatwick (em Londres) foram fechados. Gatwick deverá ficar fechado até quinta-feira, afirmou um porta-voz. Somente nesta quarta-feira cerca de 600 voos foram cancelados. A linha Eurostar entre Londres e o continente europeu também registra atrasos.

O aeroporto de Genebra também foi fechado, e a cidade precisou instalar uma tenda para abrigar 300 pessoas que ficaram presas no local e na principal estação de trem. O fechamento do aeroporto afetou também o ex-presidente do EUA Bill Clinton e o primeiro-ministro da Espanha, José Luis Zapatero, que estão a caminho de Zurique, onde participarão nesta quinta-feira da cerimônia da Fifa.

Também o aeroporto de Lyon-Bron, na França, foi afetado pela neve. Mais de cem voos foram cancelados nesta quarta-feira.

Flash-Galerie Schneechaos Deutschland November 2010

Carros cobertos de neve em Stuttgart

O inverno vem aí

Oficialmente, o inverno só começa em 22 de dezembro. O Serviço Alemão de Meteorologia (DWD) diz que o frio registrado no começo do mês está dentro da normalidade. Segundo os meteorologistas, já a partir de 20 de novembro há chances de nevascas no país.

Gerhard Lux, porta-voz do DWD, explicou o que o ar frio que vem da Escandinávia e chega à Europa Central encontrou uma área de baixa pressão, o que provocou a queda das temperaturas tão rapidamente.

Lux ainda não sabe dizer se este inverno será mais rigoroso do que o passado. Pesquisadores russos prevêem uma temporada em que os termômetros desçam até os -30ºC em janeiro e fevereiro. Os alemães do DWD relativizam: "As previsões de longo prazo ainda não são confiáveis. Basicamente, para todas essas previsões vale essa consideração: elas não são sérias", disse Martin Jonas, do DWD.

Até o momento, os cálculos dos cientistas alemães indicam que este inverno deverá ser normal, com 40% de chances de acerto.

NP/dpa/dapd/afp/rts
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais