1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Deutsche Telekom perdeu 3,5 bilhões de euros em 2001

Pela primeira vez desde sua entrada no mercado de valores, há cinco anos, a empresa de telecomunicações está no vermelho. Suas ações continuam caindo.

default

Perdas não abalam otimismo da Telekom

As perdas anunciadas pela Deutsche Telekom devem-se sobretudo aos custos com a construção da rede de UMTS e aos elevados prejuízos com sua subsidiária norte-americana VoiceStream. Em 2000, a Telekom ainda alcançara um lucro de 5,9 bilhões de euros, porém somente graças a fatores externos. Apesar de tudo, seu diretor de finanças, Karl-Gerhard Eick, considera que ela está no caminho certo. Segundo ele, os números negativos nada dizem sobre a "força de rendimento operacional" da empresa. Efetivamente importante seria o resultado das atividades comerciais normais, sem considerar os juros, impostos e amortizações.

Este índice ficou em 15,1 bilhões de euros, o que representa um aumento de 17%, o primeiro desde a liberalização do mercado de telecomunicações em 1998, enfatizou Eick. As associações de defesa dos acionistas rebateram, porém, lembrando que apresentar o resultado operacional bruto é um recurso comum, sempre que os números reais são negativos.

A esperança está nas vendas para o exterior

Lars Labryga, da Associação de Defesa dos Pequenos Acionistas (SdK), de Berlim, acusou o presidente da Telekom, Ron Sommer, de ludibriar seus acionistas, com promessas de crescimento astronômico. Por outro lado, ele classificou como positivo o crescimento das vendas do grupo no exterior, de 18,8% para 27,3%.

Desta forma, a Telekom aproxima-se da meta de tornar-se um global player. As vendas da companhia tiveram um crescimento total de 18,1% em 2001, alcançando 48,3 bilhões de euros, dos quais 13,2 bilhões vindos de fora da Alemanha. Seu setor de telefonia celular continua sendo o mais forte.

Eick espera que o resultado operacional bruto se mantenha na casa das dezenas de bilhões também este ano. Devido ao fracasso da venda de sua rede de TV a cabo à Liberty Media, disse estar suspensa até segunda ordem a disposição da Telekom de reduzir suas dívidas a 50 bilhões de euros, até o final deste ano. Tudo depende de quão rápido se encontrará um novo comprador, explicou o diretor de finanças. Também em aberto está o valor de eventuais dividendos para 2001: esta questão só será respondida na assembléia geral marcada para 28 de maio.

Em 2001, as dívidas da Deutsche Telekom chegaram a 62,1 bilhões de euros. Até a tarde desta terça-feira (05), suas ações haviam caído 1,2%, chegando a 16,83 euros. Pouco antes elas haviam batido no fundo do poço, com -2%.

Leia mais