1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Deutsche Bank lucrou € 597 milhões no primeiro trimestre

Venda de participações em outras empresas rendeu € 1 bilhão. Banco demitiu 9.200 funcionários no ano passado.

default

Sede do Deutsche Bank em Frankfurt

O Deutsche Bank obteve um lucro líquido de € 597 milhões no primeiro trimestre de 2002 contra € 382 milhões no mesmo período no ano passado. O lucro operacional bruto (sem desconto de impostos) subiu de € 912 milhões para € 1,27 bilhão, comparando-se os primeiros três meses de 2001 e 2002.

O banco, no entanto, faturou € 1,038 bilhão com a venda de participações em outras empresas, entre elas das seguradoras Allianz (0,66%) e Münchener Rück (1,9%). O resultado positivo reflete também os primeiros efeitos do corte de 9.200 empregos no ano passado e da redução do bônus concedido aos funcionários sobre os lucros obtidos no mercado financeiro.

Os analistas acreditam que o balanço do banco melhorará nos próximos trimestres, em função dos efeitos de longo prazo do corte de pessoal. O faturamento total do primeiro trimestre (€ 7,8 bilhões) foi inferior ao do mesmo período no ano passado. Segundo Georg Kanders, a recuperação da conjuntura econômica deverá melhorar o desempenho do banco.

Participações - O futuro diretor-executivo do Deutsche Bank, Josef Ackermann, que assume o cargo no dia 23 de maio, pretende vender mais participações em outras empresas para poder recomprar ações do banco e evitar ser engolido pelos concorrentes.

Só a venda dos 12,5% das ações da montadora DaimlerChrysler deverá render € 6,5 bilhões para o banco. Nas últimas semanas, especulou-se que o Citigroup - maior grupo financeiro do mundo - estaria interessado em comprar o Deutsche Bank.

Ackermann também quer reintegrar à matriz a subsidiária Deutsche Bank 24, que oferece serviços para clientes privados e pequenas empresas. Ao criar um banco próprio para os chamados "pequenos", o Deutsche Bank foi acusado de prestar um atendimento diferenciado "por duas classes", o que provocou um arranhão em sua imagem e perdas de clientes.