1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Deslizamento de terra deixa dezenas de mortos na China

Dezenove crianças estão entre os 46 mortos no desastre em um povoado localizado no sudoeste do país. A região teve incidência de fortes chuvas e neve nos últimos dias.

Um deslizamento de terra em um povoado no sudoeste da China causou a morte de pelo menos 46 pessoas – entre elas, 19 crianças. A busca por sobreviventes no povoado de Gaopo, na província de Yunnan, durou toda a madrugada de sábado (12/01).

Com o deslizamento ocorrido na sexta-feira, 16 foram casas soterradas. Somente duas pessoas foram resgatadas com vida, apresentando apenas ferimentos. Elas foram enviadas para um hospital, de acordo com a agência de notícias estatal Xinhua.

Ainda não se sabe a causa exata do desastre, mas nos últimos dez dias houve chuvas intensas e neve na região. A avalanche de terra e lama soterrou uma área equivalente a dois campos de futebol.

Centenas de pessoas, entre soldados, policiais e bombeiros, estiveram envolvidas nas operações de busca e salvamento, que contaram ainda com o apoio de caminhões e escavadeiras.

O local ainda se apresenta instável e, por essa razão, há o receio de novos deslizamentos de terra, como noticiaram jornalistas chineses. Autoridades do país enviaram barracas, cobertores, água potável e alimentos para os desabrigados.

Erdrutsch in China

Operações de resgate duraram toda a madrugada

Normas de segurança

Nas regiões montanhosas da China, na fronteira com Mianmar, Tailândia, Laos e Vietnã, a construção de moradias em muitos casos não segue as devidas normas de segurança. E, por esta razão, deslizamentos de terra são frequentes na região. 

Este não é a primeiro desastre nos últimos meses. Em setembro, uma região próxima a Yiliang sofreu uma série de terremotos que chegaram a ter a magnitude de 7,5 na escala Richter, com a morte de 81 pessoas.

Em outubro do ano passado um deslizamento de terra no noroeste de Yunnan causou a morte de 19 pessoas – entre elas, 18 crianças – quando a escola foi soterrada por uma avalanche de lama.

FC/dpa/dapd/afp/lusa
Revisão: Mariana Santos

Leia mais