Desfalcado, Bremen joga mal e perde final da Copa da Uefa | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 21.05.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Desfalcado, Bremen joga mal e perde final da Copa da Uefa

Sem Diego, clube alemão perde em Istambul na última edição da Copa da Uefa para ucraniano Shakhtar Donetsk por 2 a 1 na prorrogação. Os três gols foram marcados por brasileiros. Torneio passa a se chamar Liga da Europa.

default

Naldo celebra, mas seu gol não evitou derrota do Bremen

Muito lento, muito inofensivo, sem criatividade, assim pode-se resumir o desempenho do Werder Bremen na final da Copa da Uefa contra o Shakhtar Donetsk em Istambul na noite desta quarta-feira (20/05).

Os ucranianos abriram merecidamente o placar, os alemães conseguiram empatar, mas perderam na prorrogação. Com a derrota contra o campeão ucraniano de 2008, o Werder continua sonhando com o segundo título internacional após a Taça dos Campeões Europeus de 1992.

"Os erros estiveram na construção de jogadas", justificou o técnico da equipe alemã, Thomas Schaaf, após do jogo. "Queríamos jogar mais pelo meio-campo, fazer lances mais precisos aos atacantes, mas isso não funcionou".

Diego fez falta

Fußball UEFA Pokal

Hugo Almeida (e) e Diego assistiram ao jogo no estádio

O brasileiro Diego, impedido de jogar devido a um cartão amarelo que levou na semifinal contra o Hamburgo, foi substituído por Torsten Frings e Mesut Özil no ataque, sem muito sucesso. Também Hugo Almeida estava barrado por causa de cartão amarelo.

No primeiro tempo, o setor ofensivo do Werder foi pouco eficiente. Claudio Pizarro tentou finalizar alguns ataques, mas teve dificuldade para superar a bem posicionada defesa ucraniana. A falta que fez o lesionado Per Mertesacker na defesa ficou evidente aos 24 minutos do primeiro tempo, quando o brasileiro Luís Adriano abriu o placar para a equipe da Ucrânia.

O empate veio através do também brasileiro Naldo, 10 minutos mais tarde, através de uma cobrança de falta. O goleiro Andriy Pyatov tentou segurar, mas acabou largando a bola para as próprias redes.

Terceiro gol brasileiro

Enquanto o Shakhtar prosseguiu seu jogo rápido e criativo, o Bremen não conseguiu melhorar o desempenho no segundo tempo, levando à prorrogação. O terceiro gol foi marcado logo aos seis minutos, por Jadson.

A final entre Bremen e Shakhtar foi histórica por ter sido o último jogo de uma Copa da Uefa. Após 38 anos, a competição, certa vez definida por Franz Beckenbauer como "torneio de perdedores", sofreu algumas modificações em seu sistema e será disputada na próxima temporada sob o nome Liga da Europa.

O Bremen, 10º colocado na Bundesliga, ainda tem uma chance à conquista de um título nesta temporada. No próximo dia 30, em Berlim, ele disputa a final da Copa da Alemanha com o Bayer Leverkusen, nono colocado no Campeonato Alemão.

Autor: Andreas Ziemons
Revisão: Augusto Valente