1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Desenhos de Hitler são vendidos em leilão

Antes de chegar ao poder como ditador da Alemanha nazista, um jovem Adolf Hitler sonhava em se tornar um artista. Quatorze obras desta época são leiloadas em Nurembergue e totalizam quase 400 mil euros.

Quatorze desenhos e aquarelas assinadas com "A. Hitler" foram vendidos por 391 mil euros num leilão neste fim de semana na cidade alemã de Nurembergue, segundo comunicado da casa de leilões Weidler, emitido neste domingo (21/06). O preço mais alto foi pago por uma aquarela do castelo de Neuschwanstein, localizado na Baviera: um comprador chinês desembolsou 100 mil euros.

Todas as peças foram feitas entre 1904 e 1922, antes de Hitler ter tomado o poder na Alemanha. "Esses colecionadores não são especializados em obras deste particular pintor, mas têm um interesse geral na arte de alto valor", explicou Kathrin Weidler, da casa de leilões.

Outros lances vieram de Brasil, Emirados Árabes Unidos, França e até mesmo da Alemanha. A casa de leilões disse que eles eram em sua maioria investidores de arte, mas não quis identificá-los por nome.

Outra aquarela supostamente de Hitler e que mostra a Câmara Municipal de Munique, foi vendida em 2014 pelos mesmos leiloeiros por 130 mil euros.

Quando era jovem, Hitler ganhou dinheiro pintando postais de Viena, na Áustria, e vendendo-os a turistas. Ele se candidatou à Academia de Arte de Viena por duas vezes, em 1907 e 1908, mas foi rejeitado em ambas as ocasiões.

A venda de suas pinturas é permitida na Alemanha, desde que os desenhos não violem as leis do país que proíbem a propaganda nazista. No entanto, os leilões continuam controversos, pois 80% do movimento financeiro vai para vendedores privados em vez de apoiar uma causa de caridade.

PV/afp/dpa

Leia mais