1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Desemprego tem queda histórica na Espanha

Número de pessoas sem trabalho cai em 60 mil entre fevereiro e março, na maior baixa desde 2002. Dados sinalizam que uma das economias mais abaladas pela crise na zona do euro está reagindo.

A Espanha registrou em março 60.214 menos desempregados que em fevereiro, na maior queda para este mês do ano desde 2002. O total de pessoas sem trabalho está agora em 4,4 milhões no país.

Segundo os dados publicados nesta segunda-feira (06/04) pelo Ministério de Emprego e Seguridade Social, em relação ao mesmo mês de 2014, o desemprego caiu em 343.927 pessoas, a maior baixa anualizada de toda a série histórica.

Os números mostram que a Espanha está emergindo da grave crise financeira, que começou em 2008 com a explosão da bolha imobiliária e atingiu seu ápice em 2013, quando um em cada quatro espanhóis estava desempregado.

"Os dados transmitem esperança de encontrar emprego a quem ainda não conseguiu", afirmou o presidente do governo (primeiro-ministro) espanhol, Mariano Rajoy.

Nos últimos seis anos, o desemprego registrado em março havia aumentado em média em 35 mil pessoas.

O desemprego diminuiu em todos os setores entre fevereiro e março, mas de forma mais forte nos setores de serviços (49.024 pessoas), construção (8.847), indústria (6.893) e agricultura (4.061).

Entre os homens, o número de desocupados caiu em 37.196 pessoas, para 2.080.784, e entre as mulheres, em 23.018, para 2.371.155.

No entanto, o desemprego entre os menores de 25 anos aumentou no terceiro mês do ano em 3.032 pessoas.

RPR/dpa/rtr/efe