1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Descontente na Turquia, Aílton quer voltar à Bundesliga

O jogador brasileiro tem uma história de sucesso no futebol alemão: foi goleador da Bundesliga e o primeiro estrangeiro eleito Jogador do Ano. Agora, na Turquia, se diz infeliz com sua situação.

default

Aílton quer voltar a fazer gols na Alemanha

O ex-rei de gols da Bundesliga Aílton quer deixar seu clube Besiktas Istambul e voltar a disputar o Campeonato Alemão. "Aqui eu me tornei grande. Aqui as pessoas têm respeito pelo Aílton", comentou o brasileiro à revista Sport-Bild . No entanto, até o momento não há nenhuma proposta para trazer o jogador de volta à Alemanha.

Interesse foi demonstrado apenas por clubes do Catar, do Japão e de Portugal. E o clube turco estabeleceu no contrato com o jogador uma multa de 1,5 milhões de euros em caso de rescisão. "É uma quantia muito alta", disse Aílton, que pretende ainda esta semana negociar com o presidente do time.

Em Istambul, o ex-jogador do Werder Bremen, do Schalke 04 e do Hamburgo treina em separado do resto do time, uma vez que o técnico Jean Tigana não está dando importância ao brasileiro. "Minha situação não é nada confortável", lamenta.

Na última temporada, Aílton jogou emprestado para o Hamburgo, mas ao final nenhuma proposta de compra foi apresentada. O brasileiro, que comemora 30 anos nesta quarta-feira (19/07), foi o goleador da temporada 2003/2004, quando jogava pelo Werder Bremen, com 28 gols.

Muita história na Alemanha

A temporada 2003/2004, sua 5ª na Alemanha, foi a melhor na carreira do jogador. Além de levar o Werder Bremen antecipadamente ao seu quarto título nacional, o paraibano virou uma página na história do clube, tornando-se recordista de gols. Foi eleito o Jogador do Ano, sendo o primeiro estrangeiro a receber a distinção.

Mas não foi só por seus gols que Aílton se destacou na época. Ao longo daquela edição da Bundesliga, o brasileiro foi combustível para inúmeras polêmicas na imprensa alemã. Foi cogitado para a Seleção Alemã, depois quase assumiu a cidadania do Catar para defender a seleção do país (foi bloqueado pela Fifa, que mudou imediatamente as regras para convocação).

O jogador sonha em, quando largar o futebol como profissional, se dedicar a intermediar ida de jogadores brasileiros para a Alemanha e vice-versa. "Eu sei como os brasileiros pensam e também conheço o que é importante para Alemanha", disse, acrescentando que as características importantes são fluência na língua, disciplina, pontualidade e performance.

Leia mais