1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Descoberta ária inédita de Bach

Pesquisador alemão encontra em Weimar uma peça até então desconhecida do compositor Johann Sebastian Bach (1685-1750).

default

Bach musicou poema dedicado ao duque de Weimar-Sachsen

"Trata-se de uma descoberta realmente espetacular", afirma o diretor do Arquivo Bach de Leipzig, Christoph Wolff. É a primeira vez desde 1935 que aparece uma composição escrita de próprio punho pelo genial compositor alemão.

A sensacional descoberta deve-se a um colaborador de Wolff, o pesquisador musical Michael Maul, de 27 anos. Ele participa de um projeto de pesquisa que busca pistas sobre Bach. "Durante horas eu revirei os arquivos da Biblioteca Anna Amalia", conta Maul. "Eu não havia comido nada e cheguei a pensar que se tratava de uma alucinação quando, ao final de um longo dia de trabalho, descobri essas notas."

Komposition von Johann Sebastian Bach

Partitura da ária de inédita de Bach descoberta em Leipzig

"Tudo com Deus e nada sem Ele"

Ele diz ter imaginado se tratar de uma coleção de poemas dedicados ao 52º aniversário do duque Wilhelm Ernst de Sachsen-Weimar. "Quando um duque festejava, dúzias de súditos, religiosos e protegidos lhe dedicavam poemas de louvor", explica o pesquisador. O impresso de 1713 traz o título "Alles mit Gott und nichts ohn' Ihn" ("Tudo com Deus e nada sem Ele").

A obra contém um poema, que o então superintendente evangélico de Buttstädt, Johann Anton Mylius, publicou, usando como título a máxima preferida do duque Wilhelm Ernst. A música que acompanha o poema, porém, foi escrita por Bach. "Ele acrescentou à mão, nas últimas páginas, o acompanhamento musical para soprano, cordas e baixo", conta Maul. Bach foi organista da corte e maestro em Weimar de 1708 a 1717. "Nós ainda não sabemos muito sobre o seu trabalho nessa época", explica Wolff. A cidade de Buttstädt fazia parte do então ducado de Sachsen-Weimar.

Peça escapou por pouco de incêndio

Brand in der Anna Amalia Bibliothek in Weimar

Incêndio atingiu a Biblioteca Anna Amalia em setembro de 2004

Os escritos escaparam por pouco do incêndio que destruiu a Biblioteca Anna Amalia em setembro de 2004. Segundo Maul, os poemas comemorativos foram transferidos do sótão do prédio para a segunda galeria. Apenas porque os papéis com a ária estavam encadernados com uma brochura considerada interessante, eles foram levados a um escritório de restauração pouco antes do incêndio, que destruiu muitas obras nas galerias.

Autoria comprovada

Wolff não tem dúvidas sobre a autoria da obra, mesmo não estando ela assinada por Bach. O diretor do Arquivo Bach de Leipzig é também professor da Universidade de Harvard. "Lá está o único trecho escrito a mão por Bach em 1713 do qual se tem notícia. Nós comparamos a letra: Bach é o autor", afirma Wolff.

O compositor, porém, só se deu o trabalho de musicar a primeira das 12 estrofes do poema. "Uma estrofe dura em torno de quatro minutos", calcula Maul. "Portanto, são possíveis até 48 minutos." O primeiro intérprete a mostrar interesse em executar a nova peça é o dirigente britânico sir John Eliot Gardiner, distinguido este ano com a Medalha Bach, concedida pela cidade de Leipzig.

Leia mais

Links externos