1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Deputado alemão é acusado de porte de drogas

Volker Beck renuncia a seus cargos no Partido Verde e no Parlamento, mas mantém mandato. Ele foi flagrado pela polícia com 0,6 grama de um entorpecente, possivelmente crystal meth, afirma jornal.

Um dos políticos mais conhecidos do Partido Verde alemão, o deputado Volker Beck, de 55 anos, foi flagrado pela polícia com 0,6 grama de uma droga, possivelmente crystal meth (metanfetamina), noticiou o jornal Bild nesta quarta-feira (02/03).

Logo depois de a notícia ser divulgada, Beck renunciou a todos os seus cargos, incluindo o de responsável por assuntos de política interna e religiosa do Partido Verde e também o de presidente do grupo parlamentar teuto-israelense do Bundestag. Ele vai, porém, manter o mandato de deputado.

A Promotoria Pública de Berlim confirmou ao Bild que Beck portava 0,6 grama de uma substância que aparenta ser um entorpecente. Ele foi parado pela polícia no bairro de Schöneberg, em Berlim, na noite desta terça-feira. A Promotoria acrescentou ainda que vai esperar o resultado da análise para confirmar qual é a droga encontrada.

Em um comunicado à imprensa, Beck não confirmou nem desmentiu a notícia. Ele afirmou, porém, que sempre defendeu uma política liberal de drogas e que seu advogado vai se pronunciar sobre as acusações perante a Promotoria Pública de Berlim.

Beck, que é homossexual, está há mais de 20 anos no Bundestag e ficou conhecido por sua defesa do casamento gay. Nos últimos meses, ele se tornou um dos principais críticos da política de asilo do governo da chanceler federal Angela Merkel. Em 2013, ele foi acusado de, nos anos 1980, ter defendido a descriminalização de contatos sexuais de adultos com crianças em algumas situações.

AS/afp/dpa

Leia mais