1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eurocopa

Dentista alemão no auge da carreira de árbitro

Atuação na final da Eurocopa 2004 coroa o trabalho de Markus Merk, que já apitou 243 partidas e se destaca também fora do campo, no setor humanitário.

default

Merk vai apitar a final da Eurocopa

Apenas uma vez a final de um grande campeonato internacional de futebol foi apitada por um alemão: a partida entre Brasil e Itália (4 a 0), na Copa do Mundo de 1970 no México. O árbitro foi Rudi Glöckner, da então República Democrática Alemã, nesse meio tempo já falecido.

Markus Merk, 42 anos, dentista em Kaiserslautern, sudoeste do país, vibrou ao receber a notícia de que a Uefa havia optado por ele e sua equipe de bandeirinhas para a última partida desta Eurocopa, que terá lugar em Lisboa a 4 de julho: "A honra de ser escolhido para uma final deste formato é uma sensação incrivelmente bonita e me deixa muito feliz".

A escolha representa o reconhecimento por 16 anos de arbitragem na Bundesliga alemã e 12 anos na Fifa. Eleito já cinco vezes "árbitro do ano" na Alemanha, Merk apitou 243 partidas, um recorde. No atual torneio em Portugal, foi o árbitro do jogo entre a França e a Inglaterra (2 a 1), na primeira fase, e do confontro escandinavo entre a Suécia e a Dinamarca, que terminou empatado (2 a 2).

Merk destaca-se não apenas por sua experiência em campo, como também por seu engajamento humanitário. Desde fevereiro deste ano, é embaixador do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, empenhado em dar uma chance a menores que vivem em regiões em crise, em especial às 300 mil crianças soldados que existem pelo mundo afora.

Seu trabalho em prol de crianças necessitadas vem de longa data, desde que foi para a Índia pela primeira vez, pouco depois de formado. Nesse meio tempo, iniciou em Trichy, no sul daquele país asiático, um grande projeto que continua dirigindo e que já engloba quatro orfanatos, duas escolas e um asilo para idosos.