1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

De olho no futuro, Microsoft lança Windows 10 de graça

Décima versão do sistema operacional, com novo browser e assistente controlado por voz, é disponibilizada gratuitamente para usuários de edições anteriores. Não se trata de generosidade, mas de estratégia de longo prazo.

Lançado oficialmente nesta quarta-feira (29/07), o Windows 10 traz um punhado de novos recursos e algumas melhorias nas funções já conhecidas pelos usuários.

Uma das maiores novidades na nova versão do sistema operacional da Microsoft é um assistente virtual controlado por voz chamado Cortana, que ajuda o usuário a encontrar arquivos e a se organizar melhor.

A décima versão do Windows também apresenta o novo navegador da Microsoft – o Edge, que substitui o impopular Internet Explorer. Com o browser, é possível fazer anotações em sites, compartilhando-as com outros usuários, e criar listas de páginas para serem lidas depois.

Há ainda uma série de funções que prometem agradar os usuários. Com a nova atualização, a mensagem da Microsoft é clara. Depois de simbolicamente omitir o Windows 9 e passar para a décima versão, a empresa de Bill Gates quer passar uma borracha, de uma vez por todas, em todo o ódio que o Windows 8 deixou nos usuários.

Para ter certeza de que o Windows 10 não será mais um fiasco, a Microsoft promoveu durante meses uma rodada de testes do novo sistema operacional, que atraiu cerca de 250 mil pessoas somente na Alemanha. Assim, a empresa forneceu versões beta aos usuários, que puderam dar sugestões sobre o que poderia ser melhorado.

Dinheiro é o de menos

Foi uma verdadeira surpresa a decisão da Microsoft de disponibilizar a décima versão do sistema operacional, de graça, para todos os usuários que possuem uma licença oficial do Windows 7, Windows 8.1 ou Windows Phone 8.1.

O que para alguns pode parecer uma oportunidade perdida de lucrar com um produto promissor, na verdade não passa de uma estratégia sagaz, que poderá salvar o sistema operacional de cair em total esquecimento dentro de dez anos.

A verdadeira intenção da Microsoft é fazer com que o Windows 10 seja instalado no maior número possível de PCs, laptops e gadgets. Recentemente, a empresa americana afirmou que o objetivo é que o novo sistema operacional esteja, dentro de dois ou três anos, em nada menos que 1 bilhão de dispositivos.

Além disso, a companhia está oferecendo kits de desenvolvimento de software que possibilitam que os programadores adaptem para o Windows 10 aplicativos criados originalmente para os sistemas Android e iOS. Como os softwares são geralmente desenvolvidos para plataformas com maior número de usuários, o recurso acaba sendo bastante oportuno.

Microsoft-Chef Satya Nadella bei der Vorstellung von Windows 10

Diretor-executivo Satya Nadella durante a apresentação do Windows 10

Manter antigos usuários

O Windows 10 pode ser chave para a Microsoft manter seus clientes corporativos. Atualmente, quase 80% de todos os desktops do mundo ainda rodam versões mais antigas do sistema operacional. Porém, com a atualização gratuita, isso deve mudar. Pesquisas recentes mostram que 40% dos usuários estão planejando atualizar para o Windows 10 nos próximos 12 meses, e 23%, dentro dos próximos dois anos.

Usuários provavelmente enfrentarão problemas tentando instalar os softwares e aplicativos mais antigos na nova versão do sistema operacional. Em contrapartida, serão beneficiados com padrões de segurança mais altos. Também não vão ter que se preocupar em treinar funcionários outra vez, já que a nova interface mantém uma continuidade em relação às versões anteriores do Windows, apesar das novas funções.

Serviços a mais

Depois que atingir um número satisfatório de usuários, a empresa irá lucrar com versões expandidas, segundo o modelo freemium (versões "free", ou gratuitas, são transformadas em "premium"). Além disso, a Microsoft pode capitalizar atraindo clientes para novos serviços oferecidos na nuvem.

Tudo isso mostra que o novo diretor-executivo da empresa, Satya Nadella, não tem medo de se arriscar. Dessa forma, o Windows 10 tem o potencial de inaugurar uma nova e bem-sucedida era para a Microsoft.

E não se assuste se o Windows 11 nunca for lançado, pois a décima versão do sistema operacional terá atualizações constantes. A ideia é que o Windows 10 se torne tão consolidado quanto o Android ou o iOS.

Leia mais