1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Davi enfrenta Golias na final da Copa Alemanha

Surpresa para a final da Copa Alemanha. Da segunda divisão, o Alemannia Aachen classificou-se. Em maio, terá de encarar o Werder Bremen, líder da Bundesliga, que suou para afugentar outra zebra.

default

Meijer observa o júbilo de Lanndgraf, ambos do Aachen

Por pouco a Copa Alemanha (DFB-Pokal) não terá dois times da segunda divisão como finalistas. Mas de uma não escapou. Ao cobrar uma falta aos 42 minutos do primeiro tempo na noite de quarta-feira (17), o meio-de-campo Ivica Grlic, do Alemannia Aachen, escreveu mais uma página na história de seu clube. Placar final: 1 a 0 para o time da segunda divisão sobre o Borussia Mönchengladbach, da primeira.

Pela terceira vez, após 1953 e 1965, o Alemannia participará de uma final da Copa Alemanha. Em maio, enfrentará nada menos do que o Werder Bremen, atual líder do Campeonato Alemão (Bundesliga). Por um lado, isto significa que as chances de vencer a competição são pequenas.

Por outro, praticamente lhe garante uma vaga na Copa da Uefa, pois todos apostam que o Werder, diante de sua liderança com nove pontos de vantagem na Bundesliga, disputará a Liga dos Campeões da Europa. Assim, caso o Werder confirme seu favoritismo e ganhe a Copa Alemanha, a vaga na Copa da Uefa que cabe ao campeão da DFB-Pokal ficaria do mesmo jeito para o Alemmania.

Tal perspectiva alegra os responsáveis pelas finanças do modesto Alemannia, que em todo caso já comemoram o embolso de 2,5 milhões de euros pela classificação para a final da Copa Alemanha. Este é, de longe, o ano de maior sucesso da história do clube.

Contudo, seu próprio treinador, Jörg Berger, reconhece: "Demoramos a entrar no jogo, não foi nossa melhor partida pela Copa. Os nervos também influenciaram." Na partida anterior, o time de Aachen provocara uma zebra ainda maior, ao eliminar em casa o Bayern de Munique, recordista de títulos do país.

O adversário

Na terça-feira, o Werder Bremen confirmou em casa seu favoritismo, mas não sem contar com um pouco de sorte. A vitória de 3 a 2 sobre o Lübeck foi suada. O time de Aílton, que marcou o segundo gol, só pôde festejar a classificação após a prorrogação, com quatro atacantes em campo.

Desde o gol contra de Krstajic, aos 11 minutos do primeiro tempo, até os momentos finais, o Lübeck alimentou o sonho da vitória. O 15º colocado da segunda divisão surpreendeu tanto seus poderosos adversários quanto o público de Bremen, com vigor ofensivo e competência técnica.

Elogios por parte de Thomas Schaaf, técnico do Werder Bremen: "Eles jogaram de forma excelente e exigiram de nós um desempenho enorme."

Mas todo o esforço não bastou. Agora, o Lübeck retorna a seu dia-a-dia da segunda divisão, enquanto os jogadores de Bremen se concentram em garantir a conquista do Campeonato Alemão, para só depois se preocupar com a a final da Copa Alemanha.

A partida reunindo o "Davi" de Aachen e o "Golias" de Bremen está programada para 29 de maio em Berlim.

Leia mais