1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Danos causados por Sandy ainda serão sentidos nos próximos dias

Efeitos do furacão persistirão por um bom tempo, alertou prefeito de Nova York. Metrô da cidade permanecerá fechado pelo menos até sexta-feira. Milhões de lares ficarão sem energia nos próximos dias.

Nesta terça-feira (30/10), a população do nordeste dos Estados Unidos teve de lidar com as consequências do furacão Sandy, uma supertempestade sem precedentes que devastou a costa leste na noite de segunda-feira. Além das mais de 30 mortes no país, o fenômeno deixou para trás danos econômicos, energéticos e no setor de transportes que continuarão a ser percebidos nos próximos dias.

A destruição causada por Sandy será "sentida por um bom tempo" e "os desafios são enormes", disse o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg. Os trabalhos de limpeza foram iniciados já na manhã desta terça-feira. Muitas pontes e ruas já haviam sido desobstruídas após a queda de galhos, disse o prefeito.

O sistema de metrô da cidade – o maior do país – foi inundado e poderá permanecer fechado por até cinco dias como resultado das fortes enchentes. A empresa que opera o metrô falou na maior catástrofe em sua história de mais de cem anos. Os trens foram retirados dos túneis inundados a tempo e não sofreram danos.

Segundo Bloomberg, os ônibus poderiam voltar a circular na metrópole no fim desta terça-feira. Motoristas de táxi foram instruídos a transportar o máximo de pessoas possível numa mesma viagem. Os aeroportos permaneceram fechados, com cerca de 14 mil voos cancelados.

Em Washington, o sistema de metrô também não funcionou pelo segundo dia consecutivo. Órgãos do governo federal e escolas foram mantidos fechados.

Hurricane Sandy in New York

Enchentes devastaram Nova York, inundando e paralisando o sistema de metrô

Sem energia e sem teto

Além da falta de transporte, mais de 8 milhões de lares ficaram sem energia elétrica, 3 milhões deles somente nos estados de Nova Jersey e Nova York. Segundo a companhia elétrica Consolidated Edison, o fornecimento será restabelecido em Manhattan e no Brooklin dentro de quatro dias. Outros bairros e o condado de Westchester podem permanecer sem energia por pelo menos uma semana. Além da energia elétrica, a rede de aquecimento também foi interrompida, deixando inúmeras aquecedores sem funcionar.

No bairro de Queens, no extremo leste de Nova York, um dos 23 incêndios ocorridos na metrópole destruiu 80 casas. Na cidade foram organizados 76 abrigos para pessoas forçadas a deixar suas casas.

No estado vizinho de Nova Jersey, mais de 5,5 mil pessoas foram acolhidas em abrigos. Além de enchentes, ocorreram erosões nas praias, casas foram derrubadas e parques de diversão arrastados para o mar.

Além disso, a tempestade fez com que diversos reatores nucleares fossem desligados nos arredores de Nova York. A usina mais antiga do país – a de Oyster Creek, no estado de Nova Jersey –, ficou em estado de alerta diante do aumento do nível da água.

=

Tempestade também atingiu Washington, onde órgãos do governo federal permaneceram fechados

Prejuízo bilionário

O mercado de ações norte-americano permaneceu fechado pelo segundo dia consecutivo, com previsão de reabrir nesta quarta-feira. Investidores esperam alta volatilidade para quando os mercados reabrirem. Alguns setores são considerados particularmente afetados pela tempestade, que deixou prejuízos com enchentes, ventos e chuvas fortes.

A consultoria Eqecat estima que o furacão tenha causado prejuízos econômicos de 10 a 20 bilhões de dólares – dos quais entre 5 e 10 bilhões em seguros. "Com ventos fortes e enchentes nas áreas mais povoadas do país, se pode prever um cenário de prejuízos sem igual para companhias de seguro", disse Joe Heider, gerente da seguradora Rehmann.

Enquanto isso, os setores de construção e comércio poderão ser beneficiados com a reconstrução após a catástrofe. Já as companhias aéreas, forçadas a cancelar milhares de voos, podem ver seus números caírem.

Sandy foi rebaixado de furacão para ciclone pós-tropical na noite desta segunda-feira. Além de Nova York, Nova Jersey e Washington, também foram reportados prejuízos na Virgínia, em Maryland, Virgínia Ocidental, Connecticut, Pensilvânia e Delaware.

Calcula-se que a tempestade perca força e se mova em direção ao Canadá nesta quarta-feira. O Centro Nacional de Furacões dos EUA anunciou nevascas de até 100 centímetros para as montanhas da Virgínia Ocidental na noite desta quarta-feira.

LPF/dpa/dapd/afp/rtr/ap
Revisão: Francis França

Leia mais