1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Cultura africana em grande espetáculo em Frankfurt

O mundo de cores e ritmos da África é tema do mais recente projeto de André Heller, curador da programação cultural da Copa do Mundo de 2006.

default

Noite de estréia do mais novo projeto de Heller, que percorrerá vários países da Europa

Estreou na última quarta-feira (14/12), na Alemanha, o espetáculo circense África! África!, que reúne mais de 150 artistas, músicos e dançarinos daquele continente. O interesse dos alemães parece ser grande, pois uma semana antes da estréia cerca de 35 mil ingressos já haviam sido vendidos.

Com duas horas de duração, o espetáculo é apresentado numa tenda com 25 metros de altura e capacidade para cerca de duas mil pessoas, maior do que qualquer outro circo que já se apresentou na Europa.

Foram instaladas ainda outras tendas menores ao seu redor, com exposições sobre a cultura africana, assim como um mercado que comercializa produtos típicos. Para financiar o projeto, o produtor Matthias Hoffmann teria investido cerca de cinco a seis milhões de euros, segundo dados do próprio Heller.

Artes de todo o continente

BdT Zirkus Afrika

Dickson Oppong, artista da Costa do Marfim, faz acrobacias com recipientes d'água

Durante quase dois anos, funcionários de André Heller percorreram vários países da África, tendo encontrado diversos artistas – entre músicos, dançarinos e acrobatas – que foram reunidos nesta apresentação circense que percorrerá toda a Europa, até o final do ano que vem.

A intenção do espetáculo é de "apresentar, com sensibilidade, um divertimento para crianças e adultos, trabalhadores e intelectuais" sobre o continente africano. Entre os participantes estão 105 artistas, 34 dançarinos e 13 músicos de diversas regiões da África.

A coreografia, sob responsabilidade de Georges Momboye, mescla a dança com as acrobacias num ritmo ágil e contagiante. Apesar da contratação do internacionalmente reconhecido coreógrafo africano, valorizar talentos desconhecidos também é intenção dos organizadores do projeto. Para tanto foi elaborado um plano de colaboração com algumas escolas circenses africanas.

André Heller e o produtor Matthias Hoffmann também acharam importante que o projeto prestasse, de alguma maneira, sua solidariedade à cultura africana, através de uma contribuição mais palpável, especialmente durante o período em que o espetáculo estiver em cartaz.

Andre Heller Zirkus Afrika Afrika in Frankfurt

Os produtores de 'África! África' pretendem incentivar movimentos artísticos em todo continente

A idéia é não simplesmente transferir doações em dinheiro, mas envolver o continente ativamente nos movimentos artísticos. Para isso foi criado o "Africa-Euro", uma iniciativa que pretende destinar um euro de cada entrada adquirida a um fundo de incentivo às atividades artísticas na região.

Para garantir o sucesso duradouro dessa iniciativa, a Unesco patrocina, em parceria com o Instituto Goethe, uma fundação de amparo à cultura e tradições africanas. O projeto é apoiado também pelo relator especial das Nações Unidas para Racismo, Xenofobia e Discriminação, Doudou Diènes.

Leia mais