1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Cristiano Ronaldo desbanca Messi e é eleito melhor do mundo

Após quatro anos seguidos de reinado do argentino, atacante do Real Madrid confirma favoritismo e recebe a segunda Bola de Ouro de sua carreira. Cerimônia teve homenagem a Pelé, que nunca havia recebido o prêmio.

O português Cristiano Ronaldo foi eleito nesta segunda-feira (13/01) o melhor jogador do mundo e recebeu a Bola de Ouro pela segunda vez em sua carreira. O atacante do Real Madrid desbancou o argentino Lionel Messi, do Barcelona, vencedor nos últimos quatro anos, e o francês Franck Ribery, destaque na brilhante temporada do Bayern de Munique.

Na primeira vez que recebeu o prêmio, em 2008, Cristiano Ronaldo conquistou a Liga dos Campeões da Europa pelo Manchester United. Ao receber a Bola de Ouro nesta segunda, acompanhado do filho, ele se emocionou.

"Não há palavras para descrever este momento. Estou muito feliz. Obrigado a todos os meus companheiros de Real Madrid e de seleção. Todos sabem como foi difícil ganhar esta bola", afirmou.

Sem títulos, mas muitos gols

Apesar de não ter conquistado títulos na última temporada, Ronaldo se destacou com belas atuações tanto por sua equipe, o Real Madrid, quanto pela seleção portuguesa. No total foram 66 gols em 59 jogos. Uma de suas atuações de maior destaque foi na repescagem das Eliminatórias para a Copa de 2014, quando marcou quatro vezes em dois jogos contra a Suécia e garantiu a classificação de Portugal.

Pelo Real Madrid, Ronaldo não conseguiu chegar à final da Copa dos Campeões da Europa. Sua equipe foi desclassificada na semifinal do torneio pelo Borussia Dortmund. Na disputa pela Copa do Rei, o Real deixou a desejar e perdeu a final em casa para o Atlético de Madrid por 2 a 1.

Pelé foi agraciado com a Bola de Ouro de Honra da Fifa.

Pelé foi agraciado com a Bola de Ouro de Honra da Fifa.

Já seu concorrente Frank Ribery conquistou quatro troféus na temporada pelo Bayern de Munique: o Campeonato Alemão, a Copa da Alemanha, a Liga dos Campeões da Europa e o Mundial de Clubes da Fifa. O presidente do Bayern, Uli Hoeness, chegou a declarar: "Não há um único jogador do mundo que mereça mais que Franck. Se ele não ganhar, vai ser uma grande safadeza".

Até novembro, Ribery era tido como favorito ao prêmio, mas a atuação de Cristiano Ronaldo contra a Suécia nas Eliminatórias para a Copa acabou ofuscando o craque francês. O outro concorrente, Lionel Messi, passou boa parte da temporada lesionado, o que acabou comprometendo seu rendimento. Ainda assim, marcou 45 gols pelo Barcelona e pela seleção argentina.

A excelente performance do Bayern de Munique na temporada rendeu ao alemão Jupp Heynckes o prêmio de melhor técnico do ano. Heynckes esteve no comando da equipe na conquista do Campeonato Alemão, da Copa da Alemanha e da Liga dos Campeões da Europa.

Além de Heynckes, a técnica da seleção alemã, Silvia Neid, recebeu o troféu de melhor treinadora do futebol feminino em 2013. A também alemã Nadine Angerer, goleira, desbancou Marta e ficou com o prêmio de melhor jogadora.

Dois brasileiros na seleção

Dois brasileiros foram escolhidos para a seleção da Fifa com os melhores jogadores do ano: o lateral-direito Dani Alves e o zagueiro Thiago Silva.

Dani Alves e Thiago Silva foram escolhidos para a seleção dos melhores de 2013

Dani Alves e Thiago Silva foram escolhidos para a seleção dos melhores de 2013

Os demais escolhidos foram o goleiro do Bayern de Munique e da seleção alemã, Manuel Neuer; os defensores Phillip Lahm (Alemanha) e Sergio Ramos (Espanha); os meio-campistas espanhóis Andres Iniesta e Xavi, além de Ribéry. Entre os atacantes eleitos estava o sueco Zlatan Ibraimovich, que também ganhou o troféu de gol mais bonito do ano, além dos finalistas à Bola de Ouro Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

O único brasileiro a ser premiado na noite de segunda-feira foi o maior nome do futebol mundial de todos os tempos. Pelé foi agraciado com um prêmio inédito, que jamais havia recebido. Pela primeira vez, a Fifa realizou a entrega de uma Bola de Ouro honorária. O brasileiro recebeu o troféu das mãos do presidente da entidade máxima do futebol, Joseph Blatter.

"Prometi a minha família que não choraria, mas sou um cara emotivo", disse Pelé em inglês, aplaudido de pé. "Agradeço a Deus. Agora minha sala de troféus está completa".

A cerimônia de entrega da premiação, apresentada pela brasileira Fernanda Lima, foi realizada em Zurique, na Suíça. Os finalistas foram escolhidos de uma lista de 23 nomes apontados pela Fifa e especialistas da revista France Football. Treinadores e capitães de 209 seleções nacionais, além de jornalistas de diversos países, elegem os três finalistas.