1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Criatividade em forma de doce

A 34ª Feira Internacional de Doces, em Colônia, apresenta os campeões de venda e muitas novidades. Entre elas pirulitos fosforecentes, em forma de insetos, balas com aloe vera e chiclete em tubo.

default

A tentação dos chocolates

Os fabricantes de doces e chocolates sabem que é preciso lançar produtos novos no mercado para garantir o consumo e driblar a acirrada concorrência. Para tanto, a criatividade conta muito. A Feira Internacional de Doces, que abre seus portões ao público especializado neste domingo (01/02) em Colônia e prossegue até quarta-feira (04/02), é uma das principais vitrines do setor e palco para o lançamento de novos produtos.

Em sua 34ª edição, ela conta com mais de 1500 expositores de 72 países, reunidos para fisgar novos clientes e representantes comerciais para suas guloseimas. A busca por novos filões no mercado internacional e a preocupação em aumentar o consumo resultam em produtos inéditos e exóticos.

Efervecentes e aloe vera

Os efervecentes deixaram de ser apenas tabletes usados para consumo medicinal. Sem a necessidade de ser pré- diluídos em água, eles agora estão nas balas e gomas de mascar. E fazem a alegria da garotada pela sensação que proporcionam na boca e sabores variados, que incluem até o gosto de coca-cola.

Balas de goma com sabor de gengibre, sem gordura ou corantes, são tão inovadoras quanto as balas com aloe vera, desenvolvidas para os que curtem produtos que aliam o doce ao saudável. Nesta categoria, aliás, o aloe vera é destaque e está até presente na receita de um biscoitinho de iogurte.

Outras variações ousadas são os chocolates com pimenta e os misturados com leite de cabra. As gomas de mascar não ficam atrás. Agora é possível encontrá-las no sabor café com adição de cafeína ou com recheio cremoso de manga ou banana. Um fabricante francês que está lançando nesta feira uma bala com mel e café garante que o produto traz bem-estar e desperta a atenção.

Legumes, insetos e "gelecas"

Mas nem só de sabores variados vive a feira. A criatividade também se reflete em novos formatos. Balas de goma com gosto e formato de legumes — abóboras, cenouras e tomate — esperam encontrar lugar no mercado tanto quanto os doces com forma e textura de papel.

Para as crianças e não para todos os gostos são pirulitos fosforecentes e em forma de insetos, spray para a boca com sabor de limão, chiclete em tubo como pasta-de-dente e "geleca" doce cor verde-limão.

Mercado alemão em alta

A indústria alemã de doces produziu 3,3 milhões de toneladas de guloseimas em 2003, um aumento de 1,5% em relação ao ano anterior. O faturamento do setor subiu 5,5% passando para 10,76 bilhões de euros.

No ano passado, cada alemão consumiu em média 7,9 quilos de chocolate e cerca de 6 quilos de balas e chicletes. No total, estima-se que cada alemão tenha consumido 31,2 quilos de guloseimas em 2003, incluindo sorvetes, especiarias e petiscos.

No mercado internacional, a indústria alemã de doces não tem de que se queixar: em 2003 a exportação foi de 1,2 milhão de toneladas, representando um aumento de 15,4%. Os principais compradores de doces made in Germany são os países da União Européia, seguidos pelos Estados Unidos, Suíça, Polônia e República Tcheca.

Leia mais

Links externos