1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Crianças de bolso cheio

As crianças alemãs recebem todo ano mais de 5 bilhões de euros de mesada. Pesquisas de mercado investigam o potencial de consumo dos alemães entre 6 e 13 anos.

default

Cada vez mais crianças querem ter um computador próprio: dinheiro é o que não falta

Na Alemanha, há cerca de 6,37 milhões de pessoas entre 6 e 13 anos, que recebem todo ano 5,12 bilhões de euros. O crescente poder aquisitivo das crianças atingiu um novo recorde neste ano: 3% maior do que em 2001. Três quartos delas recebem uma média de 18 euros de mesada. Como presente de Natal, a maioria ganha cerca de 57 euros, em média. Estes pequenos valores se acumulam em imensas quantias: os presentes de aniversário em dinheiro somam 290 milhões e os de Natal 360 milhões de euros por ano.

Chocolate e livros – A última análise do consumo infantil, realizada anualmente por editoras alemãs de destaque (Kids-Verbraucher-Analyse), investigou a fundo a situação financeira das crianças, suas preferências de consumo e lazer e sua influência sobre a escolha de marcas e produtos. Como é de se esperar, a maior parte da mesada é gasta para doce, chocolate e sorvete. Logo em seguida, os principais objetos de desejo infantil são livros, jornais e revistas, o que comprova que a leitura é um hábito voluntário das crianças alemãs. A compra de best-sellers infantis aumentou 72,7% no último ano, tomando-se como base uma lista de 26 livros.

Dinheiro no cofre – Cerca de 90% das 2000 crianças entrevistadas afirmam guardar parte da mesada, sobretudo numa caderneta de poupança (84%). Projetando estes dados para toda a população nesta faixa da idade, estima-se que as crianças alemãs disponham de uma poupança de mais de três bilhões de euros. Se elas economizam, não é por falta de vontade de gastar – sobretudo com brinquedos de gente grande: 42% sonham em ter uma televisão própria, 41% um celular, 35% um computador, 27% um vídeo-cassete, 20% uma câmera fotográfica.

Vaidade infantil – Há outros indícios de que as crianças estão invadindo o mercado de consumo dos adultos. O uso de cosméticos de escolha própria aumentou consideravelmente nos últimos anos. Dois terços dos entrevistados têm sua própria pasta de dente, 44% seu xampu preferido, 33% um sabonete próprio e 21% o desodorante de sua escolha.

Sedução das marcas – A enquete realizada entre os adultos também indica que os pais estão cada vez mais dispostos a ceder às preferências de marca de seus filhos. Isso se aplica sobretudo a produtos alimentícios, como iogurte (50%), corn flakes (45%), patês (16%) e sopas instantâneas (9%). A marca de roupa continua sendo símbolo de status entre as crianças, sobretudo em se tratando de tênis, bolsas e mochilas, jeans e artigos escolares.

Mas, ao que parece, o consumo não é tudo para as crianças alemãs. Apesar de estarem ricas como nunca, elas acham dinheiro menos importante do que passar o tempo com os amigos.