Criador do WikiLeaks é detido pela polícia de Londres | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 07.12.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Criador do WikiLeaks é detido pela polícia de Londres

Polícia londrina confirma detenção do australiano Julian Assange devido às acusações de crimes sexuais feitas contra ele na Suécia.

default

Assange durante entrevista em Genebra em 4 de novembro

O fundador do WikiLeaks, o australiano Julian Assange, foi detido nesta terça-feira (07/12) pela polícia britânica devido às acusações de crimes sexuais feitas contra ele na Suécia, afirmou a Scotland Yard.

Segundo uma nota da polícia britânica, Assange apresentou-se a uma estação policial em Londres. Nesta segunda-feira, o advogado de Assange, Mark Stephens, anunciara que um encontro com a polícia britânica estava sendo acertado após esta haver recebido um pedido de extradição emitido pela União Europeia. Assange é procurado por suposto delitos sexuais na Suécia.

Encontro com a polícia

Stephens havia declarado à emissora britânica BBC que Assange queria saber exatamente quais eram as acusações feitas contra ele para poder se defender. "Estamos organizando um encontro voluntário com a polícia para facilitar o andamento dessa questão e responder ao que for necessário", havia dito o advogado.

Na oportunidade, ele ressaltou que seu cliente não estava sendo acusado de nada e que investigadores suecos querem apenas interrogá-lo. Assange nega as acusações de crimes sexuais, incluindo estupro, e diz acreditar que o governo dos EUA esteja por trás das mesmas.

O WikiLeaks, que publica documentos de fontes anônimas sem autorização, liberou uma série de informações sigilosas do governo dos Estados Unidos e, mais recentemente, milhares de telegramas enviados por diplomatas norte-americanos do mundo todo.

MDA/AS/dpa/lusa/rtr
Revisão: Rodrigo Rimon

Leia mais