1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Cresce o poder aquisitivo das crianças alemãs

Com uma mesada média de 20 euros, as crianças alemãs entre 6 e 13 anos dispuseram de seis bilhões de euros no ano passado. Celular é a prioridade desta faixa etária, enquanto consumo de doces diminuiu 10% em dois anos.

default

Celular, prioridade da garotada

Embora a crise obrigue as famílias na Alemanha a poupar cada vez mais, esta situação não se reflete na situação financeira de seus filhos. No ano passado, as crianças alemãs entre 6 e 13 anos de idade dispuseram de seis bilhões de euros, o que representa um aumento de 17% no poder aquisitivo desta faixa etária em relação ao ano anterior.

Em termos de mesada, receberam em média 20 euros, dois euros a mais do que em 2002. Sessenta por cento afirmam que gastam grande parte do dinheiro em doces, embora um questionário à parte tenha revelado que o consumo de balas, chocolates, gomas de mascar e guloseimas diminuiu 10% nos últimos dois anos.

Além disso, os 6,09 milhões de crianças entre 6 e 13 anos têm outros 3,73 bilhões de euros depositados em cadernetas de poupança (em 2002, haviam sido 3,09 bilhões de euros). Como presente de Natal ou de aniversário, ganham em média 131 euros.

Celular, a aquisição principal — As informações sobre o potencial de compra infantil são colhidas anualmente por grandes editoras alemãs que oferecem produtos dirigidos a este público (Kids-Verbraucher-Analyse). O estudo, que teve 1856 entrevistados, revela a situação financeira das crianças e suas preferências de consumo e lazer.

O celular é a aquisição mais importante, tanto para as meninas (14%) como para os meninos (15%). Atualmente, há 1,6 milhão de celulares nas mãos dos jovens desta faixa etária na Alemanha, quase a metade pertence a jovens entre 10 e 13 anos.

Também outros equipamentos eletrônicos são usados pela garotada. É o caso do computador, usado em 88% dos casos para jogar, mas também para escrever textos (44%) ou fazer pesquisas. Apenas 15% têm computador próprio, enquanto 57% podem usar o da família.

Bonecas e carrinhos ainda em moda — Apesar da fascinação pelos aparelhos eletrônicos de entretenimento, os brinquedos clássicos ainda continuam em moda. Quase todas as meninas têm bonecas (84%), bichos de pelúcia (83%) ou quebra-cabeças (75%). Os meninos preferem Lego (87%) e carrinhos eletrônicos ou circuitos de corrida (79%). A bicicleta é, disparado, o aparelho preferido para esporte e lazer (80%).

Hábitos alimentares — Uma pesquisa paralela feita apenas com as mães mostrou que a maioria das famílias continua fazendo as refeições em conjunto. Apenas 3% das crianças vão à escola sem café da manhã ou para a cama sem jantar. Por outro lado, 83% das crianças almoçam em casa.

Leia mais