1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Cresce na Alemanha interesse pelo cinema da América Latina

Os organizadores do festival CineLatino fizeram um balanço positivo das duas semanas de eventos e vêem com otimismo os desdobramentos futuros.

default

Cena de "La fiebre del loco", de Andrés Wood, 2002

O filme latino-americano encontra interesse crescente na Alemanha. Esta é a opinião dos organizadores do festival CineLatino, que se realizou em quatro cidades do sul do país, terminando nesta segunda-feira (29). Segundo seu diretor artístico, Paulo Roberto de Carvalho, a nona edição do festival contou com dez mil espectadores, 40% mais do que no ano passado. Desta vez, o país focalizado foi o Chile.

Carvalho lembrou que existe uma nova geração de cineastas latino-americanos que viveu, como criança, o fim de uma ditadura, ou nasceu logo depois disto. Em vez de se ocupar do passado, esses cineastas falam de seu presente, seu país e seu mundo. Entre os temas mais ocorrentes estão a falta de perspectivas, o medo do futuro, a violência e a corrupção.

O espectro de estilos cinematográficos é atualmente mais amplo do que na época do Cinema Novo e das décadas seguintes: "Hoje se vê claramente como são distintos os filmes brasileiros, mexicanos e argentinos", explicou Carvalho, "eles são políticos, socialmente críticos, porém não falam a mesma linguagem estética".

O CineLatino optou por uma mistura de filmes de público e outros intelectualmente mais exigentes, de autor. "Queremos mostrar que a cultura latino-americana não é apenas dança, música e divertimento", enfatizou o diretor artístico. Para os freqüentadores do festival é tão importante ter filmes novos e premiados quanto a conversa com atores e diretores.

Carvalho quer incentivar as distribuidoras alemãs a incluírem mais películas da América Latina nas suas programações. Apesar do otimismo dos organizadores, das 20 obras exibidas nestas duas semanas, poucas encontraram o caminho para as salas de exibição alemãs, entre as quais Moro no Brasil, de Mika Kaurismäki e Táxi, uma Noite em Buenos Aires, de Gabriela David. Para 2003, ainda não se sabe qual o país-foco, porém o tema central já foi escolhido: "Cinema e Literatura".

Leia mais