1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Coulthard quebra monopólio de vitórias dos Schumacher

Escocês vence em Mônaco seu primeiro GP do ano e sobe no pódio acompanhado dos alemães Michael e Ralf Schumacher. Recorde de Aírton Senna em Monte Carlo permanece. Ferrari diz que episódio da Áustria não se repetirá.

default

Coulthard festeja em Monte Carlo sua volta ao topo do pódio

Neste domingo não deu Schumacher. Após cinco vitórias do tetracampeão Michael (Ferrari) e uma de seu irmão Ralf (Williams-BMW), o Grande Prêmio de Mônaco foi o primeiro do ano em que alguém de fora da família recebeu antes a bandeirada de chegada. O estraga-prazeres dos Schumacher foi o escocês David Coulthard. Há mais de um ano, o piloto da McLaren-Mercedes não comemorava uma vitória. Michael e Ralf ficaram em segundo e terceiro lugares.

Depois de Michael Schumacher ter vencido na Áustria graças ao parceiro Rubens Barrichello que o deixou passar na reta final, o resultado da corrida pelas ruas de Monte Carlo foi indiscutível. O brasileiro chegou na sétima colocação, num GP em que acertou o finlandês Kimi Räikkönen ao forçar uma ultrapassagem, teve de ir para o boxe trocar o bico do carro e acabou recebendo uma punição. Devido à colisão, Räikkonen, da McLaren, que naquele momento defendia a sexta posição, abandonou a prova.

Aliás, o criticado episódio do GP da Áustria parece que não irá se repetir. No sábado, o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, anunciou uma mudança na estratégia de sua equipe. "Coisas assim só se pode fazer uma vez", disse o italiano. "Isto é sensato", reagiu Michael Schumacher.

Em Monte Carlo, o alemão tornou-se o primeiro piloto da história da Ferrari a disputar 100 corridas de Fórmula-1 para a escuderia italiana. No entanto, não foi desta vez que Michael igualou o recorde de seis vitórias de Aírton Senna no GP de Mônaco.

No Campeonato Mundial, porém, o piloto da Ferrari ampliou ainda mais sua vantagem, graças à quebra em Monte Carlo de Juan Pablo Montoya (Williams-BMW). Michael soma agora 60 pontos, contra 27 do colombiano e seu parceiro Ralf Schumacher. Coulthard tem 20 e Barrichello, 12. Ainda faltam dez corridas.

Leia mais