1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Costa Rica empata com Inglaterra e passa invicta às oitavas

Surpresa no "grupo da morte", seleção costarriquenha segura 0 a 0 com ingleses em Belo Horizonte e avança à fase de mata-mata em primeiro lugar. Campeões de 1966 amargam sua pior campanha na história das Copas.

Azarão e única seleção sem título mundial no "grupo da morte", a Costa Rica empatou em 0 a 0 com a já eliminada Inglaterra nesta terça-feira (24/06), em Belo Horizonte, e avançou em primeiro lugar e invicta às oitavas de final.

Vinda de duas derrotas – contra Uruguai e Costa Rica – e sem chances de classificação, a Inglaterra pôs em campo uma série de novatos, para que tivessem a chance, como disse o técnico Roy Hodgson, de “ganhar e jogar pelo orgulho da seleção”.

Nomes consagrados como Gerrard, Rooney e Hart começaram no banco de reservas. Mas mesmo a equipe renovada não foi suficiente para dar novo gás aos campeões mundiais de 1966, que amargaram sua pior campanha na história das Copas.

A última vez em que a seleção inglesa não havia chegado ao mata-mata havia sido em 1958, quando empatou três vezes e perdeu uma. Desde 1998 a Inglaterra vinha passando da fase de grupos: nas Copas da França e da África do Sul, os ingleses caíram nas oitavas; em 2002 e 2006, chegaram às quartas de final.

O Grupo D terminou com a Costa Rica (sete pontos) em primeiro, seguida por Uruguai (seis), Itália (três) e Inglaterra (um). Os centro-americanos terão cinco dias de descanso até a partida de oitavas de final, marcada para o próximo domingo, no Recife.

Ficha técnica

Costa Rica 0 x 0 Inglaterra

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte

Arbitragem: Djamel Haimoudi (Argélia), auxiliado por Redouane Achik (Marrocos) e Abdelhak Etchiali (Argélia).

Cartões amarelos: Ross Barkley (8'/2T), Adam Lallana (12'/2T), Giancarlo González (15'/2T)

Costa Rica: Keylor Navas; Cristian Gamboa, Óscar Duarte, Giancarlo González, Roy Miller, Júnior Díaz; Celso Borges (Michael Barrantes 33'/2T), Bryan Ruiz, Yeltsin Tejeda; Randall Brenes (Christian Bolaños 14'/2T) e Joel Campbell (Marco Ureña 20'/2T). Técnico: Jorge Luis Pinto.

Inglaterra: Ben Foster; Phil Jones, Gary Cahill, Chris Smalling, Luke Shaw; Frank Lampard, Jack Wilshere (Steven Gerrard 28'/2T), James Milner (Wayne Rooney 31'/2T), Adam Lallana (Raheem Sterling 17'/2T), Ross Barkley; Daniel Sturridge. Técnico: Roy Hodgson.

Leia mais