Cornelia Funke abre portas do mercado internacional para literatura infantil alemã | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 22.07.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Cornelia Funke abre portas do mercado internacional para literatura infantil alemã

Autora de mais de 50 livros, publicados em 41 países, a escritora garante que escreve para todas as idades. Vivendo em Los Angeles, Cornelia Funke não esconde o entusiasmo pelo sucesso internacionacional de suas obras.

default

'O Senhor dos Ladrões': sucesso em vários idiomas

Para muitos, e não só na Alemanha, ela é uma uma espécie de popstar. Em função de seu sucesso internacional, há quem considere Cornelia Funke a versão alemã de J. K. Rowling, que conquistou o mundo com as peripécias de Harry Potter. Ambas têm em comum o editor britânico Barry Cunningham. Funke começou a ficar conhecida fora da Alemanha em 2002, após a publicação da tradução de O Senhor dos Ladrões para o inglês.

Na história, os jovens irmãos Prosper, de 12 anos, e Bo, de 5, fogem para Veneza para escapar de uma tia malvada. Eles sempre tinham ouvido a mãe, já falecida, dizer que Veneza era uma cidade mágica e cheia de maravilhas. Mas, chegando lá, encontram um lugar bem diferente e precisam escapar também de um detetive que os procura.

No decorrer da trama, os irmãos acabam se juntando a uma gangue de crianças, encontram abrigo em um cinema abandonado e fazem amizades. A primeira tradução do livro para o inglês, responsável pelo " boom Cornelia Funke" no mercado editorial internacional, foi feita por um primo da escritora. Mais tarde, a história viria a ser adaptada para o cinema.

Predileção pela língua inglesa

''O motivo inicial para encomendar esta tradução foi realmente de ordem sentimental, pois queria ler o livro publicado em inglês. Sou praticamente 'viciada' em palavras em inglês. Amo ler inglês em voz alta. Sempre quis ouvir minha própria história nesse idioma'', confessa a autora.

Illustration für die Serie Exportschlager Kinderbuch: Cornelia Funke: Herr der Diebe

Ilustração de 'O Senhor dos Ladrões'

O interesse de Funke pela língua ainda vai além. Hoje, ela até mesmo escreve em inglês. Há alguns anos, mudou-se com a família para Los Angeles, a fim de colaborar na adaptação cinematográfica de seus livros. Enquanto outros autores apenas sonham com Hollywood, Cornelia Funke não esconde a satisfação.

''Seria mentira se dissesse que não gosto disso. Porque o que mais se pode desejar, como contadora de histórias, é que elas sejam compreendidas nas mais diferentes culturas. O entusiasmo que encontrei na Inglaterra e nos Estados Unidos é tão incrível que quase me senti um pouco envergonhada. Ou, melhor dizendo, me deixou pasma'', relata a escritora.

Literatura "para todo mundo"

Die Schriftstellerin Cornelia Funke mit der englischen Ausgabe ihres Buches Tintenherz

A escritora com exemplar da tradução para o inglês de 'Coração de Tinta'

Não apenas na Inglaterra e nos Estados Unidos, mas também no Japão, no Brasil ou na Rússia seus livros são conhecidos. O Senhor dos Ladrões vendeu em todo o mundo mais de três milhões de exemplares. Seu público não é apenas o infantil. A própria autora explica que suas histórias atemporais são "para todas as pessoas":

''Por isso as histórias dos livros talvez também funcionem em nível internacional, pois enfocam coisas que alguma vez já foram motivo de preocupação para todo mundo. Talvez de forma diferente, mas a raiz do problema pode ser exatamente a mesma", especula a autora.

Em O Senhor dos Ladrões este problema é a transição para a idade adulta. Enquanto "os grandes" sonham em continuar crianças, Prosper, de 12 anos, imagina como seria se finalmente fosse adulto e livre dos incômodos causados pela tia.

Mesmo assim, ele prefere não andar no carrossel mágico, em torno do qual a história gira. Montar o leão alado teria sido suficiente para a criança se transformar em um adulto. Mas e daí? Ele talvez começasse então a sonhar em voltar a ser criança.

Autora: Petra Lambeck (rc)

Revisão: Soraia Vilela

Leia mais