1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Coreia do Sul fecha mais de 200 escolas por medo de Mers

Estabelecimentos suspendem aulas para evitar a propagação do vírus. Dezenas de eventos públicos são cancelados. Cinco novos casos são registrados, elevando para 30 o número de infectados no país.

Mais de 200 estabelecimentos de ensino da Coreia do Sul foram fechadas para evitar a propagação do surto da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers), anunciou nesta quarta-feira (03/06) o Ministério da Educação sul-coreano.

No total, 209 creches e escolas suspenderam as atividades temporariamente por causa do alarme causado pelo novo vírus, número que representa cerca de 1% dos 20 mil centros educativos do país, disse o ministro da Educação sul-coreano, Hwang Woo-yea.

Dezenas de eventos públicos também foram cancelados por medo de contaminação pelo vírus. Além disso, as autoridades sul-coreanas informaram que foram registrados cinco novos casos de Mers, elevando para 30 o total de pessoas infectadas no país, das quais duas morreram.

A presidente sul-coreana, Park Geun-hye, criticou autoridades de saúde pela reação "insuficiente" ao surto, em reunião de emergência para analisar a situação. "Há muitas pessoas preocupadas", afirmou a chefe de governo durante o encontro. "Temos que fazer de tudo para conter o alastramento da doença", acrescentou.

O coronavírus Mers já foi contraído por 1.161 pessoas no mundo e causou 436 mortes desde que surgiu na Arábia Saudita, em 2014, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Mais de 1,3 mil pessoas foram colocadas em quarentena na Coreia do Sul depois de terem sido expostas ao vírus. Hong Kong e a China continental também anunciaram planos para conter a propagação do vírus, que tem uma taxa de mortalidade de 38%, de acordo com a OMS.

MD/lusa/afp/dpa/rtr

Leia mais