1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Coreia do Norte liberta dois últimos americanos presos no país

Kenneth Bae e Matthew Miller cumpriam penas de 15 e seis anos, respectivamente. Washington criticava que as prisões eram políticas, com a finalidade de se obter concessões diplomáticas.

default

Kenneth Mae estava preso desde novembro de 2012

Os dois últimos cidadãos americanos presos na Coreia do Norte foram soltos e já estão a caminho dos Estados Unidos, segundo informou neste sábado (08/11) o serviço americano de inteligência. A libertação de Kenneth Bae, 45 anos, e Matthew Miller, 24, ocorre duas semanas após o governo em Pyongyang ter autorizado a soltura de outro americano, Jerry Fowle, 56.

Nascido na Califórnia, Matthew Miller vinha cumprindo uma pena de seis anos de prisão por espionagem. As autoridades norte-coreanas alegam que, em abril passado, Miller arrancou o visto de turista de seu passaporte no aeroporto de Pyongyang e pediu asilo no país, com a intenção de colher informações sobre violações de direitos humanos por lá.

Prozess Todd Miller in Nordkorea

Matthew Miller (centro) em tribunal na Coreia do Norte

Já Kenneth Bae é um missionário nascido em Washington e de ascendência norte-coreana. Em novembro de 2012, ele havia sido condenado a 15 anos de cadeia por crimes contra o Estado – Bae foi acusado pelo regime norte-coreano de ser um militante cristão que exercia atividades contra o governo. Atualmente, ele tem problemas de saúde.

Os EUA condenaram a Coreia do Norte pelas detenções dos americanos, alegando que eles eram reféns políticos usados a fim de se obter concessões diplomáticas.

MSB/rtr/afp

Leia mais