1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Coreia do Norte anuncia reativação de reator nuclear

Em nova provocação aos Estados Unidos e à Coreia do Sul, governo do ditador Kim Jong-Un anuncia reativação de complexo nuclear desativado em 2007.

A Coreia do Norte anunciou nesta terça-feira (02/04) que está "ajustando e reativando" todas as instalações do complexo nuclear de Yongbyon, o principal do país, incluindo um reator desativado em 2007 no âmbito de um acordo internacional de desarmamento.

Um porta-voz da agência de energia atômica da Coreia do Norte disse que serão tomadas medidas para o reinício das atividades do reator e para renovar as instalações, que poderão ser utilizadas tanto para a produção de energia elétrica como para fins militares, informou a agência de notícias estatal KCNA.

O anúncio é mais um da série de ameaças à Coreia do Sul e aos Estados Unidos feitas pelo regime do ditador Kim Jong-Un. Em resposta, os Estados Unidos já enviaram caças F-22 e um navio destróier, o USS Fitzgerald, à península coreana.

A China lamentou a decisão norte-coreana e apelou a "calma e contenção" na região. "Alcançar a desnuclearização da península coreana é a persistente posição da China", disse um porta-voz do Ministério do Exterior. A China, que divide com a Coreia do Norte uma fronteira com mais de mil quilômetros de extensão, é a principal aliada do regime de Pyongyang.

No reator de Yongbyon, a Coreia do Norte havia produzido plutônio que poderia ser utilizado para a fabricação de armas nucleares. Algumas das principais instalações de Yongbyon haviam sido desativadas em virtude de um acordo firmado em 2007 entre Coreia do Norte, Estados Unidos, China, Coreia do Sul, Japão e Rússia.

Apesar do acordo, em 2010 a Coreia do Norte revelou que estava enriquecendo urânio em Yongbyon, mas apenas para uso civil, segundo o governo. A revelação foi feita durante uma visita de cientistas estrangeiros.

AS/lusa/afp/dpa/ap
Revisão: Francis França

Leia mais