1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Contrabandistas preparam nova rota de tráfico de refugiados

Atravessadores planejam nova forma de enviar migrantes da Turquia para União Europeia, passando pela Itália, diz jornal alemão. Segundo o diário, demanda por caminho alternativo aumenta nas últimas semanas.

O jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung (FAZ) afirmou neste domingo (27/03) que traficantes de seres humanos planejam iniciar uma nova rota para enviar refugiados da Turquia para a União Europeia, passando pela Itália, na primeira semana de abril.

De acordo com o periódico, eles utilizariam pequenos navios de carga e de pesca para embarcar os imigrantes a partir do balneário de Antalya, na Turquia, como também da cidade turca de Mersin, perto da fronteira Síria, e da capital grega, Atenas.

De acordo com o jornal, o preço do traslado deve ser de 3 mil a 5 mil euros (por volta de 12 mil a 20 mil reais), que é muito mais caro do que a rota habitual das costas turcas para as ilhas gregas.

No entanto, os refugiados enfrentam crescentes obstáculos para chegar à Europa Ocidental através da Grécia, com vários países ao longo da rota dos Bálcãs fechando suas fronteiras para os migrantes.

Na semana passada, a União Europeia também fechou um acordo com Ancara sobre o envio de requerentes de asilo de volta para a Turquia, diminuindo consideravelmente o fluxo de refugiados para o bloco europeu.

Migrantes esperam na Turquia, Grécia e Líbia

Segundo o FAZ, com a preparação de seu novo empreendimento, os traficantes de seres humanos respondem à crescente demanda por rotas alternativas.

Alguns dos contrabandistas afirmaram que planejam oferecem duas viagens por semana, e pelo menos um deles disse que poderia acomodar 200 pessoas num bote. Eles também aconselham os migrantes a ficarem abaixo do convés até que os barcos alcancem águas internacionais.

Autoridades da União Europeia afirmaram também que, além dos migrantes que se encontram na Turquia e na Grécia, centenas de milhares de pessoas estariam esperando para chegar à Itália a partir da Líbia. Neste ano, o Ministério do Interior em Roma registrou a chegada de quase 14 mil migrantes.

CA/afp/dpa

Leia mais