1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Contra EI, EUA e Turquia vão treinar rebeldes sírios

Países assinam acordo para capacitar e armar combatentes que lutam contra o "Estado Islâmico". Em três anos, americanos pretendem treinar cerca de 15 mil homens do Exército Livre da Síria.

EUA e Turquia assinaram nesta quinta-feira (19/02) um acordo para treinar e equipar rebeldes sírios "moderados" que lutam contra o "Estado Islâmico" (EI). Os americanos planejam enviar mais de 400 soldados, incluindo forças de operações especiais, para realizar a capacitação em locais fora da Síria.

Durante três anos, os EUA pretendem treinar cerca de 15 mil homens do Exército Livre da Síria. O governo turco disse que o treinamento deve começar no próximo mês. Ancara espera que a capacitação reforce a oposição síria, que está enfraquecida e dividida também em sua guerra contra o presidente sírio, Bashar al-Assad.

Arábia Saudita, Catar e Turquia ofereceram locais para a realização dos treinamentos. A Turquia vê o Exército Livre da Síria como peça fundamental no conflito, mas o grupo sofreu uma divisão e reveses na luta contra forças do governo e outras facções rebeldes.

Por manter cerca de 1.200 quilômetros de fronteira com a Síria, a Turquia é uma parte importante da coalizão liderada pelos EUA contra o "Estado Islâmico". Porém, as negociações com os EUA sobre o que fazer com os combatentes islâmicos foram repletas de desacordo. A Turquia insiste que o governo de Bashar al-Assad também seja alvo da coalizão internacional liderada pelos EUA.

FC/lusa/rtr/ap/afp

Leia mais