1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Conservadores vencem eleição na Croácia

Coalizão vitoriosa, entretanto, não conseque votos suficientes para garantir maioria no Parlamento. Sociais-democratas querem fazer aliança com terceiro colocado para continuarem no governo.

default

Tomislav Karamarko: líder oposicionista teve mais votos, mas depende de outros partidos para assumir o governo

A oposição conservadora ganhou as primeiras eleições parlamentares na Croácia desde a adesão do país à União Europeia, em 2013, sem conseguir, entretanto, votos suficientes para governar sozinha.

A comissão eleitoral estatal afirmou nesta segunda-feira (09/11), com 99% dos
votos contados, que a coalizão conservadora, encabeçada pelo partido União Democrática da Croácia (HDZ) e liderada pelo ex-chefe de inteligência Tomislav Karamarko, ficou com 59 dos 151 assentos do Parlamento. Os sociais-democratas, liderados pelo primeiro-ministro Zoran Milanovic, obtiveram 56 assentos.

O resultado significa que ambos os blocos não conseguiram ganhar maioria necessária, fazendo com que a formação de um novo governo dependa de vários pequenos partidos que entraram no Parlamento. Ao que tudo indica, o terceiro colocado no pleito foi o partido Most (ponte), que conseguiu 19 assentos.

Milanovic apelou para que os líderes do Most iniciem negociações com sua legenda para formação de um novo governo. Eleito em 2011, ele fez campanha desta vez com o slogan "A Croácia está crescendo", após um ligeiro regresso à expansão econômica neste ano. Mas o social-democrata tem decepcionado os eleitores ao não conseguir reformar o setor público e aumentar o clima de investimentos.

Antes da eleição, a maioria dos líderes prometeu que não formaria um governo de coalizão com qualquer um dos grandes partidos, mas disse que poderia dar-lhes apoio no Parlamento, se eles se comprometessem com a realização de reformas políticas, sociais e econômicas.

MD/ap/afp

Leia mais