1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Conservadores decidem abolir pena de morte no Nebraska

Em decisão apertada, Assembleia Legislativa do conservador estado americano surpreende ao derrubar o veto do governador e elimina definitivamente execuções no sistema legal do Nebraska.

Localizado na região central dos Estados Unidos, o Nebraska está longe de ser um estado liberal. Ainda que o legislativo seja oficialmente apartidário, dois terços de seus membros se identificam como republicanos. O governador, Pete Ricketts, também é republicano.

Com base nesse perfil político conservador, era de se esperar que o Nebraska continuasse ao lado dos 31 estados americanos que ainda aplicam a pena capital. Mas os conservadores do estado desafiaram seu partido e votaram a favor da abolição da pena de morte na semana passada. E com 30 votos contra 19, os deputados derrubaram, nesta quarta-feira (27/05), o veto do governador republicano à abolição.

Ricketts criticou a decisão como "uma mensagem errada para os cidadãos do Nebraska". Segundo o governador, a maioria da população é a favor da pena de morte, porque, segundo ele, ela fortalece a segurança pública. Para derrubar o seu veto, eram necessários ao menos 30 votos – um voto a menos e Ricketts teria saída vitorioso do confronto.

Na Assembleia Legislativa do Nebraska, 35 dos 49 deputados são republicanos. Diversos políticos disseram que aprovaram a abolição da pena de morte por motivos religiosos. Por outro lado, Ricketts criticou que a campanha contra a pena capital teria sido financiada por doadores de fora do estado.

A proibição da pena de morte deve ter agora também efeitos retroativos: penas ainda não executadas serão transformadas em prisão perpétua. Onze condenados estavam no corredor da morte.

Nebraska é agora o 19° estado americano a abolir a pena capital. No ano passado, 80% das execuções nos EUA foram praticadas nos estados do Texas, Missouri e Flórida.

CA/afp/dpa/dw

Leia mais