1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Conselho de Segurança da ONU condena ataques em Jerusalém

O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou o que chamou de "ataque terrorista desprezível" contra uma sinagoga de Jerusalém, e pediu a líderes palestinos e israelenses que busquem restaurar a calma.

Uma declaração aprovada por unanimidade pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas na noite desta quarta-feira (19/11) condenou fortemente os

ataques do dia anterior

contra uma sinagoga de Jerusalém. Os 15 membros do conselho descreveram os assassinatos de cinco pessoas como um "ataque terrorista desprezível".

A declaração também encorajou "líderes e cidadãos israelenses e palestinos a trabalhar juntos para aliviar a tensão, rejeitar a violência, evitar qualquer tipo de provocação e buscar um caminho para a paz".

Na terça-feira, quatro rabinos e um policial foram mortos após dois palestinos invadirem uma sinagoga com um machado e uma pistola. Entre os mortos estão três cidadãos americanos e um britânico.

No que pareceu um aviso para Israel não exagerar na reação ao ataque, condenado amplamente pela comunidade internacional, o Conselho de Segurança lembrou os Estados a "assegurar que medidas para combater o terrorismo condizam com suas obrigações perante a lei internacional".

Pouco depois da notícia sobre os ataques, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou que responderia com mão de ferro ao ataque mais sangrento dos últimos anos em Jerusalém.

FF/afp/ap/dpa

Leia mais