Conselho de Ética aprova parecer pela cassação de Cunha | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 14.06.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Conselho de Ética aprova parecer pela cassação de Cunha

Por 11 votos a favor e nove contra, colegiado considera presidente afastado da Câmara culpado em processo por quebra de decoro parlamentar. Cunha é acusado de mentir sobre contas no exterior.

Por 11 votos a favor e nove contra, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (14/06) o parecer favorável à cassação do mandato do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) por quebra de decoro parlamentar. A decisão precisa agora ser confirmada pela maioria absoluta dos deputados da Casa em votação.

De acordo com o relator do parecer, Marcos Rogério (DEM-RO), Cunha quebrou o decoro ao mentir durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras sobre ter contas no exterior.

"Estamos diante do maior escândalo que este colegiado já julgou, não se trata apenas de omissão, de mentira, mas de uma trama para mascarar a evasão de divisas, a fraude fiscal. Estamos diante de uma fraude, de uma simulação de empresas de papel, de laranjas de luxo criadas para esconder a existência de contas no exterior", afirmou Rogério.

O parecer ressalta que Cunha é dono de, pelo menos, quatro contas na Suíça. O presidente afastado da Câmara negou ser o titular das contas e alegou ter apenas o usufruto dos recursos depositados no exterior.

Apesar de Cunha ser réu e investigado em diversos inquéritos sobre o escândalo de corrupção na Petrobras, o processo foi o mais longo da história do Conselho de Ética da Câmara. Após diversas manobras do deputado para se manter no cargo, a decisão sobre o pedido da sua cassação só foi votada oito meses após a entrega da representação no colegiado.

O processo segue agora para votação em plenário, ainda sem data para acontecer. Para confirmar a decisão do colegiado, 257 dos 513 deputados precisam votar a favor da cassação de Cunha.

Veja como votaram os membros da comissão do Conselho de Ética:

Marcos Rogério (DEM-RO) – a favor
Sandro Alex (PSD-PR) – a favor
Paulo Azi (DEM-BA) – a favor
Júlio Delgado (PSB-MG) – a favor
Nelson Marchezan (PSDB-RS) – a favor
Zé Geraldo (PT-PA) – a favor
Betinho Gomes (PSDB-PE) – a favor
Valmir Prascidelli (PT-SP) – a favor
Leo de Brito (PT-AC) – a favor
Tia Eron (PRB-BA) – a favor
Wladimir Costa (SD-PA) – a favor
Alberto Filho (PMDB-MA) – contra
André Fufuca (PP-MA) – contra
Mauro Lopes (PMDB-MG) – contra
Nelson Meurer (PP-PR) – contra
Sérgio Moraes (PTB-RS) – contra
Washington Reis (PMDB-RJ) – contra
João Carlos Bacelar (PR-BA) – contra
Laerte Bessa (PR-DF) – contra
Wellington Roberto (PR-PB) – contra

CN/abr/dpa/rtr

Leia mais