Conheça as principais empresas de chocolate da Alemanha | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 04.01.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Conheça as principais empresas de chocolate da Alemanha

Terceiro consumidor do produto no mundo, a Alemanha oferece uma ampla variedade de chocolates e bombons. Ritter, Stollwerck e Feodora são as principais fábricas do país.

default

Barra gigante da Stollwerck, uma das maiores fábricas da Europa

Stollwerck

Com sede na cidade de Colônia, a Stollwerck é uma das mais importantes fábricas de chocolate da Alemanha. A história da companhia começa em 1839, quando Frank Stollwerck iniciou a produção de dropes refrescantes.

Em 1970, foi adquirida por Hans Imhoff, que deu destaque internacional à marca. Em 25 anos, as vendas da indústria aumentaram para cerca de 1 bilhão de euros, com lucros recentes atingindo 40 milhões de euros.

As marcas alemãs Sarotti, Sprengelo, Hildebrandt e Waldbaur, por exemplo, fazem parte do vasto porta-fólio da Stollwerck. Além da Alemanha, o grupo detém diversas marcas de chocolates finos na Suíça, Bélgica, Polônia, Hungria e Rússia. O grupo possui 11 unidades de produção.

A fábrica da Stollwerck em Colônia é uma das mais modernas do país. Com máquinas de última geração, a capacidade de empacotamento chega a mais de mil bombons por minuto.

A Stollwerck é ainda líder de mercado de chocolates dietéticos na Alemanha, com várias opções de produtos para diabéticos.

Ritter

Rittersport

O tradicional Ritter Sport

A empresa foi fundada em 1912 pelo confeiteiro Alfred Ritter e por sua esposa, Clara, dona de uma loja de doces. Sob o nome de Fábrica de Chocolates e Doces Alfred Ritter Cannstatt, o negócio do casal em Bad Cannstatt, nas proximidades de Stuttgart, logo começou a prosperar.

Em 1930, o casal Ritter decidiu mudar a fábrica para Waldenbuch, em Baden-Württemberg, no sul da Alemanha. O formato quadrado característico da marca surgiu em 1932, quando Clara Ritter teve a idéia de fazer uma barra de chocolate que coubesse no bolso de uma jaqueta esportiva. A nova forma deu origem ao slogan "Quadrado. Prático. Bom.", criado na década de 70.

Um dos chocolates mais consumidos pelos alemães, o Ritter Sport teve o faturamento de 290 milhões de euros em 2007. Além da Alemanha, a marca também é vendida em 80 países.

Feodora

Tradicional por suas barras de chocolates e bombons refinados, a Feodora apresenta também uma linha de produtos com café e chocolates especiais para a Páscoa e o Natal. O dono da empresa, Friedrich Theodor Meyer, começou seu trajeto na indústria dos doces com uma refinaria de açúcar em Tangermünde, no norte da Alemanha.

A fábrica foi criada em 1903, inicialmente com o mesmo nome da refinaria – Zuckerraffinerie Tangermünde. Meyer só escolheria o nome Feodora em 1910, em homenagem a uma princesa morta no mesmo ano.

Leia mais