1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Congresso da Guatemala aceita renúncia de presidente

Após Otto Pérez Molina ter anunciado saída do cargo, parlamentares aprovam demissão por unanimidade e empossam vice-presidente. Em meio à turbulência política, país escolhe novo chefe de Estado no domingo.

O Congresso da Guatemala aceitou, nesta quinta-feira (03/09), a renúncia do presidente Otto Pérez Molina, dois dias depois de ter retirado sua imunidade, forçando-o a enfrentar um processo por acusações de

corrupção massiva

. No começo desta quinta-feira, Molina havia

entregado o cargo

.

Os 116 legisladores do país votaram por unanimidade aceitando a renúncia do presidente e convocaram o vice-presidente, Alejandro Maldonado, para ser empossado como novo chefe de Estado, afirmou o secretário do Congresso, Carlos Lopez.

Depois de ter sido empossado, Maldonado, um advogado de 19 anos e ex-juiz do Tribunal Constitucional, terá de enviar ao Congresso uma lista de potenciais candidatos à vice-presidência. Os parlamentares, então, escolherão um sucessor a partir da lista.

A sessão parlamentar foi transmitida ao vivo pela televisão nacional, fixando o país numa semana agitada, com tribunais emitindo uma proibição de viajar e mandado de prisão contra o líder conservador. No domingo, eleições nacionais escolherão o próximo presidente da Guatemala, além de definir novos parlamentares e autoridades locais. Maldonado servirá para o resto do mandato de Pérez Molina, que termina em 14 de janeiro.

O Congresso havia retirado a imunidade do presidente para que fosse possível investigá-lo por supostos desfalques ao Estado, que geraram indignação no país. Pérez Molina, um general aposentado de 64 anos, chegou ao poder em 2011 prometendo combater com "mão pesada" o crime e a corrupção na Guatemala.

PV/afp/efe/rtr

Leia mais