1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Conflito na Ucrânia deixa ao menos meio milhão de refugiados

Agência da ONU afirma que número real pode chegar ao dobro, pois muitas pessoas optam por ficar com familiares e amigos e não se registram como refugiados.

default

Refugiada ucraniana num campo em Donetsk, no leste do país

O atual conflito no leste da Ucrânia obrigou mais de meio milhão de pessoas a abandonar suas casas, divulgou nesta terça-feira (02/09) a agência da ONU para os refugiados, alertando que o número real chegar ao dobro disso.

Ao menos 260 mil pessoas estão deslocadas dentro da Ucrânia e, segundo Moscou, outras 260 mil procuraram asilo na Rússia, disse à imprensa um porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur), Adrian Edwards.

Segundo ele, os números reais devem ser muito superiores, pois muitas pessoas estão em casa de familiares ou amigos e optaram por não se registrar como deslocados.

O diretor para a Europa do Acnur, Vincent Cochetel, disse que o número oficial é só a ponta do iceberg. “É seguro dizer que há mais de um milhão de deslocados nesse conflito”, declarou.

Duas semanas atrás, o Acnur estimava o número de deslocados na Ucrânia em 190 mil, e Moscou indicava que mais de 197 mil haviam fugido para a Rússia.

O alto comissário António Guterres alertou para as graves consequências de uma escalada da crise na Ucrânia, que já deixou 2.600 mortos desde meados de abril.

"Se esta crise não for encerrada logo, terá não apenas consequências humanitárias devastadoras, mas também o potencial para desestabilizar toda a região", afirmou.

"Depois das lições dos Bálcãs, é difícil acreditar que um conflito dessas proporções tenha se desenvolvido no continente europeu", acrescentou.

AS/lusa/afp

Leia mais