1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Confirmados novos comissários da UE

Após controvérsia de três semanas, os nomes da Comissão Européia foram definitivamente confirmados pelo parlamentares da comunidade.

default

Comissão Européia se renova em Bruxelas

O Parlamento Europeu aprovou com maioria absoluta a nova Comissão Européia indicada pelo português José Manuel Durão Barroso. A equipe de comissários recebeu o apoio de 449 parlamentares. Houve 149 votos contrários e 82 abstenções.

Alemanha garante apoio

O governo alemão se mostrou satisfeito com o fato de o controverso processo de nomeação dos futuros comissários da comunidade ter chegado ao fim. O chanceler federal Gerhard Schröder assegurou a Durão Barroso, novo presidente da Comissão Européia, o apoio da Alemanha à implementação da estratégia acertada em Lisboa para elevar a competitividade econômica da Europa. Schröder lembrou que apenas uma Europa forte e ágil poderá dar conta dos desafios da globalização.

O ministro alemão do Exterior, Joschka Fischer, também considerou uma boa notícia a aprovação da segunda equipe composta por Durão Barroso. O principal para Fischer é garantir à Europa instituições sólidas e aptas a agir com eficiência.

Executivo com novos nomes

A Comissão Européia funciona como uma espécie de Executivo da comunidade. É a única das três instituições que tem o chamado direito de iniciativa, ou seja, pode sugerir projetos de lei a serem submetidos à apreciação do conselho de ministros ou do Parlamento Europeu. Além disso, a instituição sediada em Bruxelas é responsável por observar o cumprimento dos acordos. Se um país-membro cometer alguma violação, é a Comissão que abre o processo que geralmente acaba na alçada da Corte Européia de Justiça, em Luxemburgo.

Os novos comissários da União Européia, a tomarem posse na segunda-feira próxima (22), têm as seguintes funções:

  • José Manuel Durão Barroso (48 anos), Portugal; presidente da Comissão; ex-premiê
  • Louis Michel (56), Bélgica; Desenvolvimento e Ajuda Humanitária; ex-ministro do Exterior
  • Else Mariann Fischer Boel (61), Dinamarca; Agricultura e Nutrição; ex-ministra da Agricultura
  • Günter Verheugen (60), Alemanha; vice-presidente da Comissão; Empresa e Indústria; ex-comissário de ampliação da comunidade
  • Siim Kallas (55), Estônia; vice-presidente da Comissão; Administração e Combate à Corrupção; ex-premiê (anos 90)
  • Olli Rehn (42), Finlândia; Ampliação da UE; ex-comissário de Indústria e ex-conselheiro de governo
  • Jacques Barrot (67), França; vice-presidente da comissão; Transportes; ex-comissário de Desenvolvimento Regional
  • Stavros Dimas (63), Grécia; Meio-Ambiente; ex-comissário de Trabalho e Assuntos Sociais
  • Peter Mandelson (51), Grã-Bretanha, Comércio; ex-ministro
  • Charlie McCreevy (54), Irlanda; Mercado Interno e Prestação de Serviços; ex-ministro das Finanças
  • Franco Frattini, (47) Itália; vice-presidente da comissão; Justiça, Liberdade e Segurança; ex-ministro do Exterior e sucessor do controverso candidato Rocco Buttiglione;
  • Andris Piebalgs (47), Letônia; Energia; ex-embaixador da UE e sucessor da candidata Ingrida Udre;
  • Dalia Grybauskaite (48), Lituânia; Finanças e Orçamento; ex-ministra das Finanças; ex-comissária sem pasta
  • Viviane Reding (53), Luxemburgo; Sociedade de Informação e Mídia; ex-comissária de Cultura e Educação
  • Joe Borg (52), Malta; Pesca; ex-comissário sem pasta; ex-ministro do Exterior
  • Neelie Kroes (63), Holanda; Competitividade; ministra dos Transportes até 1989
  • Benita Ferrero-Waldner (55), Áustria; Relações Exteriores e Política de Vizinhança da UE, ex-ministra do Exterior
  • Danuta Hübner (56), Polônia; Política Regional; ex-comissária de portfólio, ex-ministra de Assuntos Europeus
  • Margot Wallström (48), Suécia; vice-presidente da Comissão; Intituições e Estratégia de Comunicação; ex-comissária de Meio Ambiente
  • Jan Figel (44), Eslováquia; Educação, Cultura e Diversidade; ex-comissário sem pasta; ex-negociador do ingresso da Eslováquia na UE
  • Janez Potocnik (46), Eslovênia; Ciência e Pesquisa; ex-comissário sem pasta, ex-ministro para Assuntos Europeus
  • Joaquin Almunia (56), Espanha; mantém-se como comissário de Economia e Questões Monetárias
  • Wladimir Spidla (53), República Tcheca; Trabalho e Igualdade Social; ex-premiê
  • Laszlo Kovacs (65), Hungria; Política Fiscal e Unificação de Alfândegas; ex-ministro do Exterior, inicialmente nomeado para a pasta de Energia
  • Markos Kyprianou (44), Chipre; Saúde e Proteção ao Consumidor; ex-comissário e ex-ministro das Finanças

Leia mais

Links externos