1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Confirmado novo caso de ebola na Libéria

País havia sido declarado livre do vírus pela segunda vez em setembro deste ano. Criança de dez anos é o mais novo caso da epidemia, que já matou 11.300 pessoas na África Ocidental.

Foi confirmado nesta sexta-feira (20/11) um novo caso de ebola na Libéria, país que havia sido considerado livre do vírus em setembro e luta para acabar com a epidemia que já matou cerca de 11.300 pessoas na África Ocidental. Antes, em maio, a OMS também declarara o país livre da doença, porém seis semanas depois novos casos surgiram, com duas mortes.

Segundo a ministra da Saúde do país, Bernice Dahn, o paciente com caso confirmado é uma criança de dez anos que vive com seus pais e três irmãos em Paynesville, subúrbio ao leste da capital Monróvia. Todos os seis membros da família, assim como pessoas que tiveram contato com eles, estão sendo atendidos e passam por exames num centro de tratamento contra o ebola.

"No momento, o hospital está descontaminando a unidade. Todos os profissionais da saúde que entraram em contato com o paciente foram notificados", afirmou Dahn numa coletiva de imprensa. "Nós sabemos como o ebola se propaga, sabemos como parar o ebola, mas nós temos que ser vigilantes e trabalhar juntos", acrescentou.

Bruce Aylward, responsável por respostas à epidemia do ebola na Organização Mundial da Saúde (OMS), informou que a criança não tinha histórico de contato com sobreviventes ou vítimas do vírus. A forma com contraiu a doença ainda está sendo investigada. "A família está claramente em risco e passando por exames, pois dois irmãos estavam sentindo-se mal nos últimos dois dias." Um deles também está sendo tratado.

Na noite de quinta-feira, antes de o novo caso ser confirmado, a presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, fez um discurso elogiando a "resistência" da população ao superar o ebola. "Sem a ajuda individual e coletiva e a cooperação de todos os cidadãos, teria sido difícil vencer essa batalha."

Segundo dados da OMS, a Libéria registrou mais de 10.600 casos da doença e 4.808 mortes causadas pelo ebola desde o começo da epidemia, em março de 2014. A infecção matou cerca de 11.300 pessoas na Guiné, Libéria e Serra Leoa. Este último país foi considerado livre do vírus no dia 7 de novembro deste ano.

A Guiné, de onde partiu a epidemia, já começou a contagem regressiva até se considerar livre do ebola. A contagem de 42 dias para declarar a Guiné livre do ebola começará quando o último paciente testado tiver os resultados negativos do exame para o vírus.

BRV/lusa/rtr

Leia mais