1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Conferência em Genebra debate migração iraquiana no Oriente Médio

Conferência de dois dias em Genebra, na Suíça, busca soluções para os 2,3 milhões de refugiados iraquianos em países do Oriente Médio.

default

Refugiados iraquianos diante do prédio da ONU em Damasco

No encontro convocado pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para refugiados e iniciado nesta terça-feira (17/04) serão buscadas soluções para os problemas dos 2,3 milhões de refugiados iraquianos em países do Oriente Médio e do 1,9 milhão de deslocados pela violência dentro das fronteiras do Iraque.

Mais de 450 delegados de 60 países, 37 organismos internacionais e 64 organizações não governamentais participam da conferência. De acordo com as Nações Unidas, 1,2 milhão dos refugiados iraquianos estão na Síria e pelo menos 750 mil na Jordânia.

Migração interna e para o exterior

A migração de iraquianos em busca de áreas menos inseguras contribui para o agravamento da crise humanitária que já atinge a população do Iraque. O fenômeno piorou particularmente depois do atentado contra o santuário xiita de Samarra, em fevereiro de 2006, que acentuou o caráter sectário da violência no Iraque.

Estimativas de várias organizações revelam que 30% da população de Bagdá abandonou a capital iraquiana devido à insegurança. Segundo as estatísticas anuais do Alto Comissariado, os iraquianos lideraram em 2006 a lista de grupos nacionais que pediram asilo aos países industrializados, com um total de 22 mil pedidos.

Entre os objetivos centrais da conferência está "sensibilizar a comunidade internacional para o impacto humanitário da violência e o conflito no Iraque" e "procurar compromissos para cobrir as necessidades mais urgentes das vítimas". (rw)

Leia mais