1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Conferência é transferida da movimentada Berlim para palácio tranqüilo em Bonn

As negociações sobre um governo de transição no Afeganistão serão realizadas em Bonn por motivo de segurança.

default

O palácio fica isolado, no alto de um morro, próximo a Bonn

O Ministério das Relações Exteriores da Alemanha anunciou, nesta quarta-feira, a mudança do local da conferência internacional sobre o Afeganistão. Inicialmente se pretendia realizá-la na capital, Berlim, mas a ONU preferia um lugar onde os participantes pudessem ter maior tranqüilidade e segurança. A escolha acabou sendo por Bonn.

A conferência acontecerá no Hotel Petersberg, no alto de um morro, com vista para o rio Reno e o centro de Bonn na outra margem. O local oferece o isolamento que a ONU desejava. Ali, os representantes dos diversos povos afegãos poderão se reunir longe de manifestações populares e da imprensa. Os jornalistas não terão acesso ao hotel.

Desde a mudança do governo alemão em 1999, a localidade vive dias de sossego. No entanto, desde antes da Segunda Guerra Mundial, o palácio de Petersberg tornara-se ponto de encontro importante da política alemã e internacional. Em 1938, ali hospedou-se o primeiro-ministro britânico Neville Chamberlain.

Após a fundação da República Federal da Alemanha, o palácio passou a acolher algumas das visitas mais ilustres do país: a rainha Elizabeth II, o líder palestino Iasser Arafat, os ex-presidentes Bill Clinton, dos Estados Unidos, e Nelson Mandela, da África do Sul, e os líderes soviéticos Leonid Brejnev e Michail Gorbatchov.

Em um dos últimos momentos de brilho do palácio, o chanceler federal, Gerhard Schröder, promoveu em Petersberg, em 1999, um encontro de cúpula informal da União Européia e depois uma conferência dos ministros das Finanças do G-8.

Após a transferência da capital para Berlim, o governo alemão privatizou o palácio, transformado em hotel de luxo.

Links externos