1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Comunidade judaica protesta contra Partido Liberal

Milhares de pessoas protestaram em frente à sede do Partido Liberal (FDP), na quarta-feira (5), em Berlim, para mostrar sua indignação contra a tolerância de vertentes anti-semitas dentro do partido.

"Pela primeira vez no pós-guerra, um líder político alemão ousou atribuir a culpa do anti-semitismo aos judeus", declarou o chefe da comunidade judaica de Berlim, Alexander Brenner, referindo-se ao vice-presidente do FDP, Jürgen Möllemann.

Além de apoiar a cooperação do deputado Jamal Karsli, propagador de declarações anti-semitas, na bancada liberal do estado da Renânia do Norte-Vestfália, Möllemann havia acusado o vice-presidente do Conselho Central dos Judeus da Alemanha, Michel Friedman, de fomentar o anti-semitismo.

O presidente do Conselho Central dos Judeus da Alemanha, Paul Spiegel, alertou que não pretende tolerar mais ofensas anti-semitas. "Estamos no ano 2002 e não em 1938", advertiu Spiegel. Após ter exigido, em vão, que Möllemann se desculpasse publicamente perante Friedman, Spiegel disse que já disse o que tinha que ser dito: "Não estamos mendigando desculpa."