1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Comissão reformula abordagem do passado comunista alemão

A recuperação da história da ditadura comunista da Alemanha Oriental se resumiu até agora em denunciar arbitrariedades do sistema. Comissão federal quer enfatizar outros aspectos da história do Leste.

default

Arquivos da Stasi revelam delações no regime comunista

A elaboração oficial do passado da ex-República Democrática Alemã (RDA) deverá passar por transformações. Uma comissão encarregada pela Chancelaria Federal de investigar o assunto observa "déficits na apreensão da história da RDA, compreendida apenas em termos como parte da história integral alemã". Na próxima segunda-feira (15/05), a comissão composta de historiadores, ativistas de direitos civis da antiga Alemanha Oriental e um teólogo divulga seu parecer mais recente.

Ilha na consciência histórica

Entre os déficits observados, a comissão aponta uma tendência de banalizar a RDA como sistema político ou tentar negar o caráter ditatorial do regime socialista. Os especialistas consideram importante evitar que o passado da RDA se torne uma ilha na consciência histórica da população alemã.

A encarregada de investigar os arquivos da Stasi (abreviatura de "Segurança do Estado", o ministério que funcionava como serviço secreto da antiga Alemanha comunista), Marianne Birthler, alertou que ainda não é hora de encerrar o trabalho de recuperação da memória da RDA. Ela diz notar uma certa impaciência em colocar um ponto final na história de perseguição política do regime comunista.

"Verdadeiro esfacelamento"

A idéia da comissão é abandonar um tratamento institucional da história da RDA, que enfatiza de forma desproporcional a repressão cultivada pelo sistema, e dirigir maior atenção aos valores culturais da sociedade alemã-oriental.

O social-democrata Wolfgang Thierse, vice-presidente do Parlamento alemão, considera inteligente a iniciativa de superar a tendência de reduzir as biografias da RDA a casos de denúncias recíprocas e ao envolvimento com a Stasi.

A comissão planeja descentralizar a investigação sobre o passado comunista alemão. Diferentes fundações seriam encarregadas de documentar três âmbitos da história da RDA: autoridade, sociedade e resistência; vigilância e perseguição; divisão do país e fronteira.

Ativistas de direitos civis da antiga RDA criticaram a proposta de reestruturação como um "verdadeiro esfacelamento" dos órgãos de investigação sobre a ditadura comunista e as arbitrariedades da Stasi.

Leia mais