Comissão Europeia propõe isenção de visto para turcos | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 04.05.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Comissão Europeia propõe isenção de visto para turcos

Liberação faz parte do acordo entre a UE e a Turquia para resolver a crise dos refugiados. De acordo com a proposta, cidadãos turcos poderão permanecer até 90 dias sem visto no espaço comum europeu.

A Comissão Europeia recomendou nesta quarta-feira (04/05) o fim da obrigatoriedade de visto para cidadãos turcos a partir do fim de junho desde que o governo em Ancara cumpra requisitos pendentes. A liberação é uma contrapartida da União Europeia (UE) pela ajuda da Turquia na resolução da crise dos refugiados.

Para que a obrigatoriedade caia, o governo em Ancara necessita antes cumprir 72 exigências, e cinco delas ainda estão pendentes, afirmou o vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans. As pendências devem ser resolvidas até junho, acrescentou.

Entre elas estão a cooperação com a Europol, alterações na legislação de combate ao terrorismo, a proteção de dados e mudanças em direitos fundamentais.

Vários governos de países europeus e também eurodeputados se opõem à liberação de visto para os cidadãos turcos. O fim da obrigatoriedade permitiria aos turcos permanecer por até 90 dias no Espaço Schengen, composto por 26 países, a maioria da União Europeia. Os principais beneficiados seriam turistas, homens e mulheres de negócios e pessoas que querem visitar parentes.

Para valer, a recomendação da União Europeia necessita ser aprovada por todos os países-membros e pelo Parlamento Europeu.

O fim dos vistos é parte do acordo entre a União Europeia e a Turquia, fechado em 18 de março, e no qual o governo em Ancara se compromete a receber de volta migrantes que deixaram o país rumo à Grécia. Desde então, o número de refugiados que chegou ao país caiu drasticamente.

Leia mais